Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Chiesa elogia e reconhece superioridade de Vicente Luque no UFC: “Lutador com classe”

Michael Chiesa não vai guardar boas recordações do UFC 265. No evento realizado no último sábado (7), em Houston (EUA), o americano enfrentou Vicente Luque em importante duelo válido pelos meio-médios (77 kg), acabou finalizado no primeiro round e se distanciou do topo da categoria. Entretanto, apesar da dura derrota, ‘Maverick’ mostrou ‘fairplay’ e enalteceu seu carrasco.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Chiesa reconheceu o mérito de Luque na luta e elogiou sua postura tanto dentro, quanto fora do octógono. O americano que, além de atleta atua como comentarista, não deu desculpa para justificar a derrota e garantiu que estava no auge de sua forma física, técnica e mental. Vale lembrar que ‘Maverick’ estava invicto nos meio-médios, com quatro vitórias.

Inclusive, Chiesa teve tudo para permanecer invicto na categoria. Na luta contra Luque, o americano esteve perto de finalizar o adversário no primeiro round, mas desperdiçou as oportunidades e acabou finalizado pelo mesmo. A curiosidade é que ‘Maverick’ é especialista, justamente, no jiu-jitsu, porém a maior parte de suas derrotas acontece na área. De qualquer forma, o atleta prometeu se recuperar na sequência dos eventos.

“Em primeiro lugar e mais importante, parabéns Para Vicente Luque. Ele é um assassino frio como pedra e um lutador com classe. Estou ansioso para ver o que vem por aí para ele. Foi uma honra compartilhar o octógono com ele. Dizer que estou envergonhado é um eufemismo. Fisicamente, eu estava na melhor forma da minha vida, mentalmente, lutava comigo mesmo todos os dias”, declarou ‘Maverick’, antes de completar.

“Coloquei muita pressão em mim mesmo nessa luta e rachei. Historicamente, ao longo da minha carreira, toda vez que enfrentei adversidades e perdi, mudei e cresci tremendamente. Mais algumas vitórias e estarei de volta à corrida. O objetivo continua o mesmo e a minha crença ainda é muito forte. Amo cada pessoa que me apoia, que até dói”, concluiu.

Michael Chiesa, de 32 anos, atua no UFC desde 2012 e é o número cinco no ranking dos meio-médios. Desde que trocou o peso-leve (70 kg) pela atual categoria, ‘Maverick’ disputou cinco combates, venceu quatro e perdeu um, justamente, o mais recente. Seus principais triunfos no MMA foram diante de Al Iaquinta, Beneil Dariush, Carlos Condit, Diego Sanchez, Francisco ‘Massaranduba’, Jim Miller, Neil Magny e Rafael dos Anjos.

Mais em UFC