Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Borrachinha se emociona ao citar parceria com ex-boxeador: “Mudou minha vida”

Neste sábado (20), Paulo ‘Borrachinha’ subirá no octógono do UFC 278, em Utah (EUA), com a missão de superar o ex-campeão peso-médio (84 kg) Luke Rockhold e voltar ao caminho das vitórias, no que marcará o último compromisso previsto no seu vigente contrato com a organização. Durante a semana pré-luta, o brasileiro demonstrou muita empolgação e confiança em uma boa performance e, ao que parece, uma pessoa teve um papel fundamental no estado de espírito atual do lutador.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, Borrachinha foi questionado sobre a confiança demonstrada durante os últimos dias, nos quais ele repetiu algumas vezes estar no auge de sua forma, e o que o levava a pensar isso. Como resposta, o mineiro citou o fato de estar livre de lesões, o que fez com que seu camp de preparação transcorresse de forma tranquila, e a presença de “boas pessoas” ao seu lado, entre elas o ex-boxeador Kelson Pinto, de 45 anos, que o ajudou nos treinos de trocação e parece ter tido um grande impacto na vida do peso-médio.

Ao falar sobre Kelson – medalhista de ouro no Pan Americano de Winnipeg (CAN), em 1999, representante do Brasil na Olimpíada de Sydney (AUS), em 2000, e dono de um cartel profissional de 24 vitórias e apenas duas derrotas -, Borrachinha precisou respirar fundo para tentar conter as lágrimas. Visivelmente emocionado, o ex-desafiante ao título peso-médio do UFC destacou principalmente o caráter do treinador, o qual classificou como um “cara verdadeiro”.

“Eu encontrei algumas pessoas muito boas. Eu dou muito crédito ao Kelson Pinto. Esse cara é incrível. Eu até me emociono quando falo dele. Ele fez muita diferença na minha vida. Ele é um ex-boxeador, ele lutou contra Miguel Cotto duas vezes. Ele ganhou uma e perdeu a última. Ele fez muita diferença na minha vida. Ele é muito especial, cara. Ele é um cara verdadeiro, não é falso”, comentou um emocionado Paulo Borrachinha.

E não foi só no aspecto psicológico que Kelson deu sua contribuição para que Borrachinha chegasse confiante para a disputa contra Rockhold. De acordo com o peso-médio, o treinador também foi responsável por afiar ainda mais sua trocação, trazendo novos recursos técnicos para o seu jogo, e seu plano de treinos foi fundamental em dois aspectos de extrema importância para o mineiro: sua saúde física e o corte de peso.

“Eu sinto que tudo que vem dele é verdadeiro e ele se importa muito. E ele me ensinou muitas habilidades, técnicas diferentes, muito boas, que eu não possuía, (como) trabalho de pés, entrar e sair. E a forma como ele fez meu camp de treinos me deixou saudável, sem lesões agora, e ajudou meu peso a descer bem rápido também. Ele mudou minha vida”, destacou Borrachinha, já mais calmo após se emocionar bastante ao mencionar a importância do treinador.

Paulo ‘Borrachinha’ encara o ex-campeão dos médios Luke Rockhold neste sábado, pelo co-main event do UFC 278, em Utah. Vindo de duas derrotas seguidas, suas primeiras da carreira, o mineiro tentará dar a volta por cima e retomar o caminho das vitórias, com isso, ganhando vantagem nas prováveis negociações por um novo contrato com a entidade presidida por Dana White.

Mais em UFC