Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

‘Borrachinha’ reitera falta de acordo para luta com Whittaker e cogita migração para o boxe

Para Robert Whittaker e parte dos fãs, a luta com Paulo Costa já está certa para o UFC 284, evento que acontece em fevereiro, na Austrália, mas a negociação pode não ser tão simples. ‘Borrachinha’, a outra parte interessada, afirma com todas as letras que o choque no peso-médio (84 kg) está em stand-by e que ainda não há uma definição sobre o quadro. Sendo assim, o brasileiro segue atento ao que acontece no mercado e cogita uma nova aventura.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), ‘Borrachinha’ não recusa o duelo contra Whittaker que, se oficializado pelo UFC, deve colocar o vencedor perto de disputar o cinturão do peso-médio novamente, mas frisa que não há nada certo. Tanto que o brasileiro sinaliza que pode até mesmo enfrentar um atleta diferente em seu próximo compromisso.

Como resta apenas uma luta em seu contrato com a companhia e constantemente reclama da falta de valorização nela, Paulo estuda a melhor opção para a sequência dos eventos e, como está cada vez mais frequente lutadores de MMA se aventurando no boxe, abre as portas para atuar nos ringues. Antes, o mineiro já tinha colocado o combate com ‘The Reaper’ em dúvida e escancarado o interesse pela nobre arte.

“Olá, pessoal. Estou aqui novamente para dizer o óbvio. Não tenho um acordo para lutar em Perth. Muitos fãs estão mandando seus cumprimentos por essa luta, mas não é para valer. De qualquer forma, nos vemos em breve no MMA ou no boxe”, escreveu o lutador em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Paulo Costa, de 31 anos, é um dos principais lutadores brasileiros no UFC. O atleta, dono de um estilo de luta empolgante, ficou conhecido no esporte por conta do poder de seus golpes e de seu porte físico acima da média para atuar no peso-médio. ‘Borrachinha’ iniciou sua trajetória no MMA em 2012 e estreou no Ultimate em 2017. Pela companhia, o mineiro realizou oito combates, venceu seis deles, disputou o título da categoria e perdeu duas vezes. Seus triunfos mais importantes foram sobre Johny Hendricks, Luke Rockhold, Uriah Hall e Yoel Romero.

Mais em UFC