Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Belal Muhammad condena postura de Edwards após dedada no olho: “Não é lutador”

Belal Muhammad ainda não esqueceu o que aconteceu no UFC Vegas 21. Na atração realizada no último sábado (13), em Las Vegas (EUA), o lutador disputou o ‘main event’ contra Leon Edwards, porém o combate ficou sem resultado após o inglês aplicar uma dedada ilegal no olho do adversário. Com o polêmico desfecho, ‘Remember The Name’ pediu por uma revanche contra o rival e pesou o clima para o possível encontro.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Muhammad criticou Edwards por se comportar como se tivesse vencido a luta e decretou que o rival deveria se envergonhar de se proclamar lutador. Na coletiva de imprensa pós-evento, o inglês lamentou o duelo terminar em no-contest, mas, ao mesmo tempo, ignorou a possibilidade de enfrentar o americano novamente e pediu para lutar pelo cinturão dos meio-médios (77 kg) do UFC. Ao tomar conhecimento da postura de ‘Rocky’, um furioso Muhammad sinalizou que a revanche virou questão de honra para ele.

“Fiquei irritado, porque Edwards olhou além. Minha carreira poderia ter acabado e ele nem se preocupou. Ele agiu como se tivesse vencido. Foi ele quem cometeu a falta e estragou tudo. Se Edwards fosse um lutador de verdade, diria para lutarmos de novo. Estou furioso. Sinto que não lutei e quero essa luta de novo. Eu não tinha má vontade com ele antes, mas tenho agora pela maneira como está agindo. De homem para homem, se você está feliz com esse resultado, você não deveria se chamar de lutador. Se você está feliz com esse resultado, você deve se aposentar. Edwards me deve uma revanche”, declarou Muhammad, antes de completar.

“Sinceramente, pensei que tinha ficado cego. Eu não conseguia ver nada além de preto, não conseguia ver absolutamente nada. Eu sabia que a luta ia acabar e isso partiu meu coração, porque é para isso que você trabalha toda a sua carreira. Minha vida e a da minha família poderia ter mudado com aquela luta. Eu poderia ter vencido e depois lutar pelo título. Tudo foi arrancado por uma droga de dedada”, concluiu.

Como são integrantes do top-15 dos meio-médios, o vencedor do duelo entre Belal Muhammad e Leon Edwards ficaria próximo de disputar o cinturão da categoria. Vale lembrar que a polêmica dedada em questão aconteceu no segundo round do encontro entre os rivais, de cinco disponíveis. Mesmo assim, o inglês, que levou a melhor no primeiro assalto, apontou que o resultado não mudaria. Por outro lado, o americano indicou que estava “aquecendo”, já que costuma iniciar os combates de forma lenta.

Mais em UFC