Siga-nos

UFC

Após vitória, Usman mira revanche contra Masvidal: “Vou colocá-lo em um caixão”

Após defender o cinturão meio-médio (77 kg) do UFC de forma bem-sucedida novamente, desta vez diante de Gilbert ‘Durinho’, Kamaru Usman já traça planos para o seu futuro. Em coletiva de imprensa após a edição 258, realizada no último sábado (13), o nigeriano deixou claro quem seria o rival de sua preferência para seu próximo compromisso como campeão da categoria: Jorge Masvidal.

O combate contra o americano seria uma revanche do duelo disputado em julho do ano passado, quando Masvidal aceitou substituir Gilbert ‘Durinho’ de última hora e salvar o main event do UFC 251. Apesar de ter vencido a peleja, Usman citou o curto período de preparação que o rival teve antes do primeiro encontro, que, de acordo com o nigeriano, é utilizado por ‘Gamebred’ como desculpa pela derrota, para justificar seu desejo de enfrentá-lo novamente, desta vez com tempo suficiente para o adversário realizar um camp de treinamento completo.

“Ele tinha uma desculpa integrada. Essa é a única razão pela qual ele aceitou aquela luta. Nós tentamos fazer aquela luta duas vezes antes; ele disse não. A única razão pela qual ele aceitou aquela luta na Ilha da Luta é porque existia uma desculpa integrada. Ele estava treinando o tempo inteiro, mas ele disse: ‘Oh, eu só tive seis dias de aviso, então é por isso que as coisas acontecerem dessa forma’. Bem, advinha só? Eu vou te dar um camp de treinamento completo, e dessa vez eu vou pará-lo. Eu prometo a vocês”, destacou Usman, antes de completar.

“É por isso que eu fiquei decepcionado comigo mesmo naquela luta, porque eu sei que posso pará-lo. Mas com todas as circunstâncias que aconteceram, eu só fui lá e o dominei do começo ao fim. Então, dessa vez eu vou pará-lo se ele quiser lutar, mas eu garanto a vocês que ele não quer. Ele vai ficar quieto. Eu vou colocá-lo em um caixão dessa vez. Ele não quer essa luta”, finalizou.

Dono do cinturão dos meio-médios desde março de 2019, quando derrotou o então campeão Tyron Woodley, Kamaru Usman já defendeu seu título em três ocasiões, contra Colby Covington, Jorge Masvidal e Gilbert ‘Durinho’, respectivamente. O nigeriano segue invicto no Ultimate após 13 combates disputados e, com isso, detém o recorde de vitórias consecutivas na divisão até 77 kg na história da entidade.

Por sua vez, Jorge Masvidal foi alçado ao estrelato após superar de forma contundente Darren Till, Ben Askren e Nate Diaz, respectivamente, na temporada 2019, se tornando um dos lutadores mais populares do plantel do UFC. O americano não se apresenta no octógono do Ultimate desde a derrota sofrida para Kamaru Usman, em confronto válido pelo título da divisão, em julho de 2020.

Mais em UFC