Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Alex Poatan reclama de Israel Adesanya por não aceitar derrota por nocaute no UFC

Ao que parece, Alex Pereira está disposto a ampliar a rivalidade com Israel Adesanya e deixar o clima entre eles mais tenso. Em novembro, em Nova York (EUA), ‘Poatan’ alcançou o status de campeão do peso-médio (84 kg) do UFC ao nocautear o desafeto no quinto e último round, mas após ver o atleta afirmar que foi prejudicado pelo árbitro e classificar a interrupção do profissional como prematura, escancarou seu descontentamento.

‘Poatan’ reclamou da postura adotada por Adesanya no pós-luta e o tratou como um mau perdedor. De acordo com o brasileiro, o rival não tem do que reclamar do árbitro e deveria agradecê-lo por impedir que a quantidade de danos recebida por ele fosse ainda maior. Na ocasião, Alex chegou ao quinto e último round do duelo contra o nigeriano em clara desvantagem na pontuação dos juízes laterais e só o nocaute lhe daria a vitória. Sendo assim, o paulista partiu para o ataque, aplicou uma blitz em Israel, que sucumbiu ao poder dos seus golpes. É bem verdade que o astro do MMA não caiu no octógono, mas pouco reagiu, já que estava em situação crítica.

Vale destacar que Eugene Bareman, treinador de Adesanya, minimizou a polêmica e concordou com a decisão do árbitro de interromper a luta do seu atleta com ‘Poatan’ para preservar sua saúde. No entanto, o ícone do MMA segue inconformado com a nova derrota para o desafeto, sua terceira para ele nos esportes de combate. Como reconhece o valor do nigeriano e classifica seu desempenho no recente duelo como bom, o novo campeão do peso-médio do UFC, chateado, lamenta que o mesmo não consiga lhe dar o devido crédito e aceitar o revés por nocaute.

“Adesanya falou que estava bem. Se com o Adesanya bem, eu consegui acertar as porradas, imagina ele em outra situação. Ele tem que ser um cara que nem eu. Eu falei que senti no primeiro round as porradas dele. Vou falar que não? As pessoas vão olhar para mim e vou falar que não senti? Elas vão falar que o Poatan é ridículo. Todos estão vendo que ele sentiu a porrada. Ele tem que fazer o mesmo e aceitar”, declarou o campeão do UFC, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’.

Após se destacar no Glory, Alex Pereira, de 35 anos, ampliou seus feitos nos esportes de combate. Agora, o brasileiro é campeão do peso-médio do UFC em sua quarta luta pela companhia. Na empresa desde 2021, o atleta segue invicto nela, com vitórias sobre Andreas Michailidis, Bruno ‘Blindado’, Sean Strickland e Israel Adesanya.

Mais em UFC