Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Woodley se solidariza com atleta ameaçada de não ir à Olimpíada por fumar maconha

A polêmica envolvendo a velocista Sha’Carri Richardson, da seleção de atletismo dos Estados Unidos, que foi suspensa e teve seus resultados na seletiva olímpica norte-americana anulados, colocando, assim, sua participação na Olimpíada de Tóquio em risco, teve enorme repercussão dentro do mundo dos esportes. Nos últimos dias, diversos atletas -das mais diferentes modalidades – saíram em defesa da corredora, se mostrando inconformados com a punição. Entre eles, o ex-campeão do UFC Tyron Woodley.

Através de sua conta oficial no ‘Instagram’ (veja abaixo ou clique aqui), Woodley se solidarizou com a situação vivida pela corredora e declarou apoio à ela. Principal destaque da seletiva olímpica de atletismo norte-americana, Richardson foi flagrada no exame antidoping pelo uso de maconha durante a competição, o que fez com que, após as punições impostas pelas entidades responsáveis, sua participação na Olimpíada de Tóquio, que terá início no próximo dia 23 de julho, esteja sob risco.

A velocista assumiu o consumo de maconha, mas alegou ter usado a erva como um a espécie de remédio, para lidar com a morte de sua mãe biológica, que havia morrido uma semana antes da competição. O fato da maconha não ser considerada uma droga de aumento de performance e do seu consumo já ser liberado em diversos estados norte-americanos, mas, mesmo assim, ainda constar entre as substâncias banidas pelo código da agência mundial antidoping, foi o ponto de origem do apoio público de atletas à Sha’Carri Richardson.

“Eu sou um atleta profissional. Eu também me medico e eu apoio totalmente Sha’Carri Richardson”, publicou Tyron Woodley, campeão meio-médio do UFC entre 2016 e 2019, em seu ‘Instagram’.

A suspensão de um mês termina antes da realização das provas nas quais Sha’Carri Richardson competiria em Tóquio, porém a velocista já sabe que, pelas regras, não poderá competir na corrida de 100 metros rasos. A corredora, no entanto, ainda pode ser convocada para integrar a equipe do revezamento 4 x 100m dos Estados Unidos.

Por sua vez, Woodley se prepara para sua primeira experiência no boxe. Após ter seu contrato com o UFC encerrado, o veterano assinou para enfrentar o youtuber Jake Paul no ringue da nobre arte, em duelo que está marcado para o dia 28 de agosto.

Mais em Notícias