Siga-nos
Rigel Salazar/ PXImages

Notícias

Treinador pede McGregor com mentalidade de MMA para possível trilogia com Poirier

Desde que foi derrotado por Dustin Poirier, em janeiro deste ano, na luta principal do UFC 257, Conor McGregor deixou claro o desejo de conseguir uma trilogia diante do americano. Com a ideia aprovada pelo seu algoz e também pela organização, só falta acertar os detalhes para que a luta aconteça. No entanto, antes do duelo ser assinado, o irlandês precisa ajustar seu jogo se quiser voltar a vencer no peso-leve (70 kg).

No combate contra Poirier, McGregor sofreu com os chutes baixos do seu adversário, que minaram a sua resistência e abriram o caminho para a vitória do americano por nocaute no segundo round de disputa. Por isso, John Kavanagh, treinador principal do irlandês, em entrevista ao site ‘BT Sports’, adiantou que a equipe já trabalha para evitar novamente esses ataques caso a revanche seja confirmada. Além disso, o profissional pediu para o ex-campeão do UFC manter seu foco no MMA e esquecer lutas de boxe.

“Ele está ansioso (pela trilogia). Espero que possamos fazer a revanche no verão. Não tenho certeza, não me envolvo no lado administrativo das coisas. Precisamos descobrir como usar e defender esses malditos chutes de panturrilha. Estamos muito confiantes de que já resolvemos isso. Eu acho que ele estava excelente em todas as outras áreas, então nos dê uma revanche e sinto que vamos ter”, disse, antes de concluir

“Temos que consertar um pequeno detalhe técnico. Não entrar com uma espécie de mentalidade de boxe, entrar com uma mentalidade de MMA. Conor sempre foi famoso por seus movimentos, sua capacidade de mudar de postura. Temos que trazer isso de volta. Não são habilidades que precisam ser aprendidas ou reaprendidas, precisam ser reiniciadas. Então, seria ótimo fazer isso de novo no verão, talvez em Las Vegas na frente de 20.000 pessoas gritando se pudéssemos abrir o mundo novamente”, completou.

Conor McGregor, de 32 anos, é o principal nome do UFC e possui uma legião de fãs no esporte. O irlandês estrou na organização em 2013, se transformou em um fenômeno e conquistou o cinturão do peso-pena e do peso-leve. Suas vitórias mais marcantes foram diante de Chad Mendes, Donald Cerrone, Dustin Poirier, Eddie Alvarez, José Aldo, Max Holloway e Nate Diaz. Atualmente, o atleta ocupa a sexta posição no ranking dos leves.

Mais em Notícias