Siga-nos

Notícias

Tony Ferguson explica porque cortou peso mesmo sem luta no UFC

Tony Ferguson deve retornar ao octógono no dia 9 de maio – Diego Ribas

Escalado para fazer a luta principal do UFC 249, evento originalmente agendado para o dia 18 de abril, Tony Ferguson decidiu seguir com seu cronograma naturalmente mesmo após o cancelamento do show. Por isso, na última sexta-feira (17), o americano registrou o momento em que subiu na balança e cravou o limite máximo da divisão dos pesos-leves (70 kg).

O corte de peso, sempre árduo e intenso para os lutadores, foi taxado como desnecessário para a maioria dos companheiros de categoria. Ferguson, no entanto, declarou para a ESPN americana que, uma vez que traçou o cronograma com todo seu time, não tinha porque não finalizar todas as etapadas programadas.

“Não foi apenas para mim, cara. Foi para meu time, meus patrocinadores e obviamente minha família. Foi apenas comprometimento comigo mesmo de seguir com o corte de peso. Nós teríamos que ter uma luta aqui. Obviamente, Khabib não quis. Justin Gaethje o substituiu, então para mim apenas fez sentido”, narrou durante a entrevista.

Caso os planos de Dana White sigam sem nenhuma interrupção do governo americano, ou de alguma comissão atlética, o UFC retorna à ação no dia 9 de maio – ainda sem local divulgado. Nessa data, por sinal, Ferguson tem a missão de encarar Gaethje pelo cinturão interino dos pesos-leves (70 kg) onde, mais uma vez, terá que cortar peso.

“Gosto do jeito que meu corpo se ajusta a isso. Precisei de aproximadamente uma hora e meia para reidratar. Foi um bom exercício mental e físico. Etou próximo do peso”, finalizou.

Mais em Notícias