Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Presidente do PFL revela contato com Cris ‘Cyborg’ por luta contra Kayla Harrison

Atual campeã peso-pena (66 kg) do Bellator, Cris ‘Cyborg’ está livre no mercado após cumprir a última luta prevista em seu contrato com a organização presidida por Scott Coker em abril deste ano, quando derrotou Arlene Blencowe na sua mais recente defesa de título. E o novo status da curitibana pode facilitar a realização de uma das lutas mais especuladas dos últimos tempos. Pelo menos é o que confia um dirigente de uma importante liga de MMA.

Em entrevista ao ‘The MMA Hour’, Peter Murray – CEO do PFL – reiterou seu interesse na promoção do duelo entre ‘Cyborg’ e Kayla Harrison, bicampeã peso-leve e uma das principais estrelas da sua companhia, e revelou que já fez contato com a brasileira para tentar chegar a um acordo pela realização do combate entre as duas. Para isso, o dirigente está disposto a ser flexível e admite trabalhar com duas possibilidades.

Se a brasileira entender que sua trajetória no Bellator chegou ao fim e quiser buscar novos desafios, além do confronto contra Kayla, no PFL, Peter Murray indica que as portas de sua liga estarão abertas para a veterana. Mas, caso ‘Cyborg’ opte por permanecer no Bellator, o dirigente ainda admite a possibilidade de trabalhar em conjunto com a organização presidida por Scott Coker para que o duelo entre as estrelas das duas companhias saia do papel.

“Escute, eu acho que essa é a luta que os fãs gostariam de ver. Essa é uma luta que o PFL gostaria de apoiar. Kayla disse que quer essa luta. Eu acho que vai depender da Cris Cyborg. Ela quer essa luta? E se Cris decidir vir para o PFL para fazer essa luta e talvez outras lutas acontecerem, esse é um cenário. Outro cenário é uma co-promoção. E nós somos defensores dos dois. Nosso entendimento é que ela é uma agente livre. Nós gostaríamos de fazer essa luta acontecer. Certamente já houve um contato. Não tem rodeios. Não é uma surpresa ou novidade que essa é uma luta que o PFL gostaria de fazer acontecer, ou Kayla. Então, eu acho que nas próximas semanas nós vamos ver o que é possível”, declarou o presidente do PFL.

Considerada por muitos como a maior lutadora de todos os tempos, Cris ‘Cyborg’ se tornou a primeira atleta a conquistar um título em quatro grandes organizações de MMA: Strikeforce, Invicta FC, UFC e Bellator. A curitibana – que possui um cartel irrepreensível de 26 vitórias, duas derrotas e um ‘no contest’ (sem resultado) – também já demonstrou interesse em se testar no boxe profissional, um sonho antigo, o que pode influenciar nas negociações de seu próximo contrato.

Por sua vez, Kayla Harrison ainda ambiciona encontrar no MMA o mesmo sucesso que teve no judô, onde foi bicampeã olímpica, em 2012 e 2016. A americana, que estreou como profissional no MMA em 2018, segue invicta na modalidade após 14 lutas, tendo também conquistado dois títulos peso-leve do PFL, nas temporadas 2019 e 2021. Porém, o nível de competição encarado pela ex-judoca na liga liderada por Peter Murray é motivo de contestação a alguns de seus feitos, o que explica seu interesse em medir forças com a estrela brasileira Cris ‘Cyborg’, já que uma vitória sobre a curitibana representaria seu maior e mais relevante triunfo no esporte.

Mais em Notícias