Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Poirier cogita trocar os leves pelos meio-médios após luta com ‘Do Bronx’ no UFC

Não é segredo que Dustin Poirier é um dos melhores lutadores da história do peso-leve (70 kg), mas tudo indica que o mesmo pode estar com os dias contados na divisão. Atualmente, ‘The Diamond’ se prepara para disputar o título da categoria contra o campeão Charles Oliveira no UFC 269, evento que acontece no dia 11 de dezembro, em Las Vegas (EUA), porém já projeta uma possível subida para os meio-médios (77 kg) no futuro.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Poirier expressou o interesse de se aventurar em uma categoria acima da sua, movimento natural para lutadores veteranos, que não desejam sofrer com o corte de peso. A curiosidade é que, em seu início no UFC, ‘The Diamond’ atuou nos penas (61 kg) e também se destacou por lá. Em contrapartida, o fato do ex-campeão interino dos leves revelar que pode subir para os meio-médios não chega a surpreender parte da comunidade do esporte, uma vez que Colby Covington contou que o ex-amigo e atual desafeto é mais pesado do que ele em período sem luta.

“Não, não vou me aposentar. Eu tenho 32 anos, cara. Eu me sinto bem e estou me divertindo. Se acontecer alguma coisa, vou subir. Provavelmente, irei para os meio-médios. Mas não, honestamente, meu objetivo não é ter o maior número de defesas de título. Eu não sei, veremos. Um dia de cada vez. Eu não posso olhar, nada disso é uma realidade até chegar 11 de dezembro e eu ter a mão levantada. Tenho que fazer isso antes mesmo de entrarmos nessas conversas, porque não sei o que vem a seguir. Vivo minha vida um dia de cada vez”, declarou ‘The Diamond’.

Dustin Poirier, de 32 anos e ex-campeão interino do peso-leve do UFC, é um dos lutadores mais condecorados na história da categoria. No MMA desde 2009 e no Ultimate dois anos depois, ‘The Diamond’ superou nomes importantes como Anthony Pettis, Conor McGregor (duas vezes), Dan Hooker, Eddie Alvarez, Jim Miller, Justin Gaethje e Max Holloway (duas vezes). Atualmente, o atleta ocupa a primeira posição no ranking da divisão e possui um cartel composto por 28 vitórias, sendo 21 pela via rápida e seis derrotas.

Mais em Notícias