Siga-nos

Vídeos

‘Moicano’ revela episódio em que Thiago ‘Marreta’ quase agrediu Covington na ATT

Colby Covington coleciona desafetos no Ultimate e na sua equipe, a ATT – Diego Ribas

No maior estilo Chael Sonnen, Colby Covington também assumiu o papel de ‘rei do trash talk’ no UFC. Desde 2017, quando venceu Demian Maia e atingiu maior de popularidade, o americano não economiza seus rivais de duras provocações, quando por vezes passa dos limites. Dessa maneira, o meio-médio (77 kg) começou a colecionar desafetos não apenas no próprio Ultimate como também dentro da American Top Team, equipe em que treina.

Companheiro de Colby na ATT, Renato ‘Moicano’ admitiu, em conversa ao vivo pelo ‘Youtube’ com a reportagem da Ag. Fight (clique aqui ou veja abaixo) que já pôde conversar com o lutador e tirar a conclusão que essas provocações e atitudes não passam de um roteiro montado pelo “personagem”. No entanto, o brasileiro recordou um episódio em que o ‘Chaos’ por pouco não conheceu as mãos pesadas de Thiago ‘Marreta’, meio-pesado (93 kg) do UFC.

“Sei de uma história que o Thiago ‘Marreta’ também (quase brigou com ele). Parece que o Colby cruzou com ele no banheiro e o ‘Marreta’, não sei se falou em português, deu uma chamada nele. Pessoal contou essa história que ele quis bater no Colby e o Colby deu uma afinada, saiu fora e foi melhor para ele mesmo (risos)”, disse Renato, antes de destacar outro episódio de confusão de Colby, dessa vez com Dustin Poirier, peso-leve (70 kg) do UFC.

“Ele não foi para cima do Dustin (Poirier) e o Dustin querendo brigar, por isso que eu acho que ele é personagem nesse sentido. Nesse mesmo dia eu falei com ele e ele me disse que nunca ia brigar com alguém que não valesse dinheiro. Não ia aceitar nenhum desafio na academia assim. Entendo que faça isso para ganhar dinheiro, mas não concordo com esse método. Arrisca sua saúde, sua honra, então tem que ter o mínimo respeito”, completou.

Renato ‘Moicano’ não atua desde março deste ano, quando finalizou Damir Hadzovic, com apenas 44 segundos de luta, no UFC Brasília. No MMA profissional desde 2010, o lutador brasileiro possui 14 triunfos, três derrotas e um empate na carreira.

Mais em Vídeos