Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Masvidal abre o jogo sobre o futuro e analisa possíveis duelos contra principais rivais

Jorge Masvidal não foi feliz em sua última aparição no octógono. Em abril, na Flórida (EUA), o veterano disputou a revanche contra o campeão Kamaru Usman pelo título dos meio-médios (77 kg) do UFC e perdeu novamente ao ser nocauteado no segundo round. Contudo, se engana quem pensa que a rivalidade entre eles acabou.

Pelo menos, não por parte de Masvidal. Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui, aqui, aqui e aqui), o detentor do cinturão ‘BMF’ (lutador mais durão) realizou uma sessão de perguntas e respostas com seus fãs e deixou claro que a terceira luta contra Usman faz parte de seus planos para o futuro. Apesar do interesse em um novo duelo com o nigeriano no octógono, dessa vez, ‘Gamebred’ foi respeitoso e ignorou o ‘trash talk’. Vale lembrar que, após ser derrotado pelo campeão do UFC novamente, o americano o elogiou e pregou respeito.

“Dezembro ou antes. Qualquer um que me leve ao título novamente. Eu não discrimino. Usman novamente, porque ele me pegou. Eu preciso dar o troco”, escreveu Masvidal, respondendo sobre quando pretende lutar novamente, contra quem e ressaltando seu interesse em uma trilogia contra Usman.

Como vem de duas derrotas seguidas para Usman, o veterano mostrou consciência de que vai precisar enfrentar outros tops dos meio-médios para voltar a se aproximar de uma nova disputa pelo cinturão da categoria. Sendo assim, velhos conhecidos constam em seu radar (veja abaixo ou clique aqui, aqui e aqui), cada qual com uma história diferente.

Masvidal abriu as portas para uma revanche com Nate Diaz, luta que originou o cinturão ‘BMF, mesmo tendo vencido no primeiro encontro, provocou Colby Covington, seu ex-amigo e atual rival por conta dos entreveros no tempo em que ambos compartilhavam treinos na ‘American Top Team’, e também mostrou interesse em acertar as contas com Stephen Thomspon, já que foi derrotado pelo mesmo em 2017.

“Da próxima vez, outro homem adulto não o salvará (Nate Diaz). Ele (Covington) contratou alguns policiais para proteção. Sim. Tem que fazer (revanche com Thompson) antes da história acabar”, concluiu.

Mais em Notícias