Siga-nos
Reprodução/Instagram

Notícias

Ex-UFC revela sofrer de problemas neurológicos causados por danos sofridos na carreira

Aos 41 anos e aposentado do MMA desde 2017, Mac Danzig é mais um caso de um atleta que decidiu revelar publicamente sua batalha contra os problemas neurológicos causados pelos longos anos de dedicação aos esportes de combate, recebendo golpes e sofrendo concussões, e outros tipos de lesões. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o ex-lutador do UFC, vencedor da 6ª edição do reality show ‘The Ultimate Fighter’, abriu o jogo e admitiu que convive com sérios problemas de saúde, como a repentina perda de memória.

Outro sintoma recorrente na rotina de Danzig, que o acompanha desde os últimos anos de sua carreira, é a irritabilidade diante de algumas situações, algumas delas consideradas normais na vida de uma pessoa, mas que por algum motivo influenciavam negativamente o humor do americano. Apesar de não conseguir provar cientificamente que sofre de alguma doença degenerativa no cérebro em decorrência dos danos sofridos no esporte, já que tal diagnóstico só seria possível através de estudos que só podem ser feitos após a sua morte, o ex-lutador ressalta que os problemas neurológicos não existiam antes de sua jornada no MMA.

“Você sabe em programas de TV quando as pessoas têm amnésia, eles sempre falam: ‘Onde eu estou?’. Eu não falo essa m*** em voz alta. Eu fico cambaleando no escuro. O medo de ficar tão confuso sobre onde você está, quem você é, e o que está acontecendo, é terrível. Eu não consigo explicar”, contou Mac, antes de continuar.

“Tem essa sensação que eu não consigo dizer exatamente, mas eu comecei a sentir quando as concussões começaram a ficar muito ruins. Eu não conseguia lidar com ocorrências normais na vida, decepções normais. Minha paciência ficou extremamente baixa, e eu me sentia muito irritável e mal humorado o tempo inteiro. E tinha uma sensação bem vaga vindo da parte de trás da minha cabeça e descendo pelas minhas costas”, revelou.

Apesar de, através de seu testemunho, tentar lançar luz sobre um assunto ainda pouco debatido na comunidade das lutas, Danzig assume a responsabilidade pelas escolhas feitas por ele que o levaram até esses problemas, como por exemplo ter escondido de todos os sintomas que já o atormentavam quando ainda estava na ativa. Porém, o ex-lutador aconselha os atletas que ainda estejam em atividade, especialmente os que já manifestam algum sintoma ou tem sofrido repetidos nocautes e concussões, a considerar a aposentadoria, visando uma melhor qualidade de vida no futuro.

“Eu só quero deixar claro para que as pessoas entendam, eu não estou tentando culpar ninguém mais. Isso fui eu (que fiz)”, declarou o ex-UFC, antes de aconselhar os companheiros de profissão.

“Não é sobre desistir ou abandonar. É sobre se preservar. Existe mais na vida do que isso. A vida continuar depois da luta, e pode ser uma vida de m*** se você não pensar a frente do tempo”, concluiu.

Em mais de 15 anos de carreira no MMA profissional, Mac Danzig acumulou um cartel de 22 vitórias, 12 derrotas e um empate. Pelo UFC, onde conseguiu um contrato após vencer a 6ª temporada do TUF, o americano somou cinco triunfos e oito reveses.

Mais em Notícias