Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Ex-UFC mantém fama de azarado e tem disputa de título cancelada no ‘UAE Warriors’

A maré de azar que fez com que a trajetória de Ray Borg no UFC fosse marcada por uma série de lutas canceladas parece não ter abandonado o lutador mesmo já longe da organização presidida por Dana White. Dispensado pelo Ultimate há pouco mais de um ano, o americano estava escalado para disputar o cinturão peso-galo do ‘UAE Warriors’ no próximo dia 29 de outubro, contra o brasileiro Vinicius de Oliveira, atual campeão do evento, mas – no que já virou uma espécie de ‘déjà vu’ – foi mais uma vez obrigado a desistir do compromisso.

Durante a maior parte de sua trajetória no UFC, Ray Borg colecionou cancelamentos, seja por lesões, por questões pessoais, como os problemas de saúde de seu filho, ou por razões não divulgadas publicamente. Desta vez, um teste positivo para COVID-19 foi o responsável por tirar o americano da disputa de título do ‘UAE Warriors’. A informação foi revelada inicialmente pela ‘Cageside Press’ e confirmada posteriormente pelo próprio lutador, através de sua conta oficial no ‘Instagram’ (veja abaixo ou clique aqui).

“Meu coração se quebra ao ter que postar isso, mas, infelizmente, eu testei positivo para COVID-19 e não vou ser capaz de competir no UAE Warriors 24. Eu aprendi que, embora a Covid varie de pessoa a pessoa, ela definitivamente não é algo a ser encarada de forma leviana. Eu tenho me sentido extremamente doente na última semana e não tenho sido capaz de sair da minha própria cama. Além de ter todos os sintomas que existem para Covid, a duração (da doença) tem sido maior do que o normal.

Eu estou muito chateado por não ter a oportunidade de competir por uma organização tão incrível e mando minhas sinceras desculpas para todos que me apoiaram neste camp. Quero agradecer ao meu empresário Ali (Abdelaziz) por ter conseguido essa oportunidade para mim, assim como a Fouad Darwish por me ter como parte desse show. Eu vou me curar e voltar forte. Obrigado por todo o apoio”, declarou Borg.

No MMA profissional desde 2012, Ray Borg soma 14 vitórias e cinco derrotas em seu cartel. O americano, de 28 anos, construiu grande parte de sua carreira no UFC, onde chegou a disputar o cinturão dos moscas (57 kg), em 2017, sendo derrotado pelo então campeão Demetrious Johnson, mas se notabilizou muito mais pelos problemas com a balança e pelas várias lutas canceladas.

Mais em Notícias