Siga-nos
Divulgação

Notícias

Ex-UFC, Felipe Sertanejo estreia no boxe e prevê: “Será uma história longa”

Em 2018, Felipe ‘Sertanejo’, com 30 anos recém-completados, surpreendeu grande parte da comunidade das lutas ao anunciar sua aposentadoria do MMA. Agora, quatro anos depois, o ex-lutador do UFC voltará às competições, mas em uma modalidade diferente. Neste domingo (25), o atleta, cria da academia ‘Chute Boxe Diego Lima’, fará sua estreia no boxe no card do ‘Fight Music Show 2’, em Curitiba (PR), e não descarta um futuro na nobre arte.

Pelo contrário, Sertanejo – que enfrentará Miltinho Vieira, em uma revanche do primeiro duelo entre eles, quando ambos ainda faziam parte do plantel do UFC – demonstra empolgação com a nova empreitada nos esportes de combate. De fato, o paulista dá a entender, inclusive, que a luta deste domingo não será uma experiência única e que pode seguir em atividade no boxe daqui para frente.

“O que me motivou a voltar foi o desafio. Quando veio o convite, aquela chama de lutar reacendeu. Eu já passei por tudo no MMA, e a nobre arte é um grande desafio. Podem esperar o Sertanejo de volta, pronto, andando para frente, agressivo. É uma nova história e, se Deus quiser, será uma história longa no boxe”, projetou Felipe, através da assessoria de imprensa.

Quem também parece animado com a volta de Sertanejo à ativa é Diego Lima, líder da ‘Chute Boxe São Paulo’ e treinador de longa data do paulista. Para o profissional, que também é responsável pela preparação do ex-campeão peso-leve (70 kg) do UFC Charles ‘Do Bronx’, a potência nos golpes de seu pupilo pode representar um fator fundamental para seu sucesso na nova empreitada.

“São mais de 20 anos acompanhando a trajetória do Felipe, que lidou com muitas lesões nesse tempo e sempre se mostrou um guerreiro. Ele construiu uma história muito bonita no MMA e agora, com a mão pesada que tem, tem um futuro promissor nos ringues”, afirmou Diego Lima.

A mão pesada, por sinal, também é uma das esperanças de Felipe Sertanejo para levar a melhor na revanche contra Miltinho Vieira no ‘Fight Music Show 2’. No primeiro encontro entre eles, em 2012, pelo card do UFC 147, realizado em Belo Horizonte (MG), o combate terminou empatado nas papeletas dos juízes. Desta vez, entretanto, o striker enxerga uma vantagem clara a seu favor na trocação diante do faixa-preta de jiu-jitsu e confia que pode sair vitorioso.

“É a minha estreia no boxe e estou 100% confiante. Sempre gostei muito da trocação, a mão é o meu forte. Nada vai me abalar nessa luta. Ele (Miltinho) é do jiu-jitsu, eu sou do muay thai, sei que tenho uma vantagem. A gente não terminou a nossa história, e agora eu preciso tirar isso a limpo com ele”, cravou Sertanejo.

No MMA profissional, onde competiu entre 2008 e 2018, Felipe Sertanejo acumulou um cartel de 18 vitórias, dez derrotas, um empate e dois ‘no contests’ (sem resultado). Neste domingo, o paulista encara Miltinho Vieira, no card do ‘Fight Music Show 2’, que será liderado pelo duelo entre o tetracampeão mundial Acelino ‘Popó’ Freitas e José ‘Pelé’ Landy, além da estreia de Cris ‘Cyborg’ no boxe contra Simone ‘Catwoman’ Silva.

Mais em Notícias