Siga-nos

Notícias

Donald Cerrone vence guerra de trocação e volta a sonhar com o título do UFC

Luta principal do UFC Ottawa, evento realizado neste sábado (4), contou com dois dos principais nomes da categoria dos pesos-leves (70 kg) em ação. E embalados por vitórias, Al Iaquinta e Donald Cerrone não deixaram a torcida na mão e protagonizaram rounds intensos e de muita trocas de golpes em pé. O que favoreceu o veterano ‘Cowboy’.

Melhor desde o início, Cerrone passou os primeiros rounds acertando chutes nas pernas de Iaquinta para diminuir a movimentação do rival, que pouco a pouco acusou os golpes a ponto de trocar de base algumas vezes para evitar ser atingido na mesma região.

Mais alto e dono de maior envergadura, o Cowboy apostou em golpes de linha reta da média para longa distância, o que promoveu um casamento de estilos interessante. Afinal, sem conseguir de aproximar para derrubar, o wrestler precisou caminhar para frente a todo momento e buscar ataques na curta distância, que por vezes balançaram o oponente.

Mesmo assim, a violência, ritmo e contundência dos ataques de Cerrone fizeram a diferença, o que garantiu vitória por decisão unânime dos jurados. Impressionante para o veterano, atual número oito do ranking, que deve subir importantes posições na seleta lista.

Duelo de gerações

‘Ex-bicho papão’ da categoria dos pesos-penas (66 kg), Cub Swanson já não é mais o mesmo e, aos 35 anos, se tornou uma espécie de ‘ lutador alvo’ para a nova geração. E diante de Shane Burgos, sete anos mais novo, o veterano foi superado sem grandes dificuldades no octógono.

Mais lento, Swanson viu seus movimento serem lidos com facilidade pelo oponente, que o atacou com golpes de encontro e na saída dos movimentos, liderando o número de socos e chute conectados, tanto no corpo quanto na cabeça. Ao final dos três assaltos, embora um árbitro tenha dado vitória do veterano em todos os rounds (o que previamente foi vaiado pela torcida), a vitória de Burgos foi decretada, sinalizando assim o quarto tropeço seguido do ex-rival de José Aldo no extinto WEC.

O retorno

Em dezembro de 2018, o peso-pesado Walt Harris viu sua vitória sobre Andrei Arlovski ser anulada após um exame antidoping apontar positivo para o uso da substância proibida LGD-4033. Desde então, foram meses de análise que terminaram na redução da pena por parte da USADA (agência antidoping americana), que apontou para os suplementos utilizados pelo atleta como a fonte da contaminação do teste. Neste sábado, o americano pode, enfim, voltar a sorrir.

De volta ao octógono, Harris não tomou conhecimento do rival Sergey Spivak e logo no primeiro assalto imprimiu forte sequência de golpes que culminou em rápido nocaute em menos de um minuto de ação. Com o resultado, o atleta de 35 anos mais uma vez respira aliviado e, com cartel de 12 vitórias e sete derrotas, volta a mirar seu foco apenas na carreira.

Acompanhe os resultados do UFC Ottawa:

Donald Cerrone venceu Al Iaquinta por decisão unânime dos jurados;
Derek Brunson venceu Elias Theodorou por decisão unânime dos jurados;
Shane Burgos venceu Cub Swanson por decisão dividida dos jurados;
Merab Dvalishvili venceu Brad Katona por decisão unânime dos jurados;
Walt Harris nocauteou Sergey Spivak no 1º round;
Andrew Sanchez venceu Marc-André Barriault por decisão unânime dos jurados;
Macy Chiasson nocauteou Sarah Moras no 2º round;
Vince Morales venceu Aiemann Zahabi por decisão unânime dos jurados;
Nordine Taleb venceu Kyle Prepolec por decisão unânime dos jurados;
Matt Sayles finalizou Kyle Nelson no 3º round;
Arjan Bhullar venceu Juan Adams por decisão unânime dos jurados;
Cole Smith venceu Mitch Gagnon por decisão unânime dos jurados.

Mais em Notícias