Siga-nos

Notícias

Diaz projeta revanche contra Masvidal, mas antecipa dificuldade nas negociações com o UFC

Nate Diaz foi derrotado por Jorge Masvidal após interrupção médica – Jason Silva/ PXImages

Ainda que tenha levado a pior durante grande parte do confronto contra Masvidal, Nate Diaz estava pronto para continuar na luta principal do UFC Nova York, mas foi impedido pela polêmica interrupção do médico, que considerou o corte acima de seu olho direito perigoso o suficiente para finalizar o duelo. O gosto amargo da derrota no último sábado (2), especialmente pela maneira que foi decretada, fez o meio-médio solicitar imediatamente uma revanche.

Na coletiva de imprensa após o show, com a presença da reportagem da Ag. Fight, Diaz reafirmou seu desejo de encarar Masvidal pela segunda vez, mas demonstrou ceticismo quanto à possibilidade. O lutador – que possui relação conturbada com o UFC há anos – citou, inclusive, a recusa inicial de Dana White, presidente da companhia, em promover o segundo duelo entre os atletas para corroborar sua descrença. Para justificar seu pedido, Nate relembrou que cedeu a revanche para Conor McGregor após vencê-lo, além de citar a grande repercussão do embate do último sábado, que contou com a presença, até mesmo, de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.

“Se você é o ‘cara mais durão’, você vai aceitar essa vitória? É tipo Conor (McGregor), quando eu lutei com ele. Foi uma vitória, justa. Mas eu não estava acabado. Ele sabe que eu não estava acabado. Estava pronto para lutar. Esse é o meu plano, meu próximo passo. Adoraria fazer novamente (a luta contra Masvidal). É a única coisa que eu quero fazer”, declarou Diaz, antes de completar.

“Eu posso ver a m*** vindo. Sei como esse jogo funciona. Eu dei todas as revanches e fiz os nomes de todas essas pessoas. Acredito que sou responsável por toda essa m***. Eu trouxe o presidente, ponto. Não vi nenhum presidente indo para lutas que valiam cinturão. Acredito que é justo. (Mas) Dana já está falando essa m***, sabe o que eu digo. Não brinque comigo, como você tem feito. É aí que tudo começa. Posso sentir já. Toda essa m*** aconteceu e eu gostaria que acontecesse de novo (a luta). Dê-me o que eu mereço. Eu acredito que mereço uma revanche. Eu dei a minha (contra Conor)”, sentenciou o meio-médio.

Com uma lesão no joelho que atrapalhou sua preparação, de acordo com ele, Nate Diaz também citou o curto período entre seu último combate, onde venceu Anthony Pettis em agosto deste ano, e a disputa do último sábado, como justificativa para sua atuação abaixo do esperado. Com a vitória por nocaute técnico (via interrupção médica), Jorge Masvidal foi coroado com o cinturão ‘BMF’ (lutador ‘mais durão’ do mundo).

Mais em Notícias