Siga-nos

Notícias

Deiveson promete vitória rápida sobre Brandon Moreno no UFC: “Vou nocautear”

A temporada 2020 foi especial para Deiveson Figueiredo. Nela, o brasileiro disputou quatro combates, todos como ‘main event’, conquistou o cinturão do peso-mosca (57 kg) do UFC e faturou dois bônus nas atrações. Agora, o paraense visa dar continuidade ao bom momento na edição de número 263. No show que acontece no dia 12 de junho, no Arizona (EUA), o campeão vai colocar o título em jogo contra Brandon Moreno e o clima para a revanche é hostil.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui), Deiveson mostrou confiança de que vai colocar um ponto final na rivalidade com Moreno. No primeiro encontro, realizado em dezembro, a luta terminou empatada e foi considerada por parte dos fãs de MMA uma das melhores da história do peso-mosca.

Irritado com o ‘trash talk’ feito pelo desafiante, o campeão da categoria prometeu que a revanche será decidida de forma rápida e cravou que vai nocautear o desafeto. Vale lembrar que Deiveson costuma acertar os prognósticos para suas lutas. Anteriormente, o brasileiro avisou que venceria Joseph Benavidez e Alex Perez por finalização e, de fato, superou os oponentes dessa forma.

“Estou treinando para fazer uma luta rápida. Vou nocautear esse cara no primeiro ou no segundo round. Eu não estava 100% na primeira luta. Ele vem falando que não tenho potencial, que não tenho mão pesada. Vou mostrar que ele está enganado sobre o que ele pensa a meu respeito. Eu sou um cara que o adversário consegue despertar uma ira em mim, quando começa a falar abobrinhas. Chamei minha equipe, fizemos uma reunião e estamos criando algo inevitável. Quero mostrar que sou o verdadeiro dono do cinturão”, declarou Deiveson.

Na primeira luta contra Moreno, o campeão do peso-mosca aceitou voltar ao octógono 21 dias depois que defendeu o cinturão pela primeira vez. Apesar de ter protagonizado uma verdadeira batalha contra o mexicano, Deiveson admitiu que tal decisão foi arriscada, porque não se apresentou na melhor condição. Como teve tempo para realizar um camp completo, o paraense garantiu que o rival vai sucumbir ao seu poder na revanche.

“Tive três meses para me preparar para a luta contra o Moreno, algo que não tive na primeira. Foram apenas 20 dias. Podem ter certeza que vou lutar 100% e esse cara dura menos de dois rounds comigo. Estou bem confiante, confio no trabalho da minha equipe e estou preparado para lutar com o mesmo. Ele tem um boxe afiado, mexicano gosta de boxe. Eu sou bom no jiu-jitsu, sou um faixa-preta. Também sou striker, então tenho mais jogo do que ele. Em qualquer área, pode ter certeza que estarei preparado na segunda luta”, concluiu.

Deiveson Figueiredo vive excelente fase no MMA. O brasileiro impressionou no UFC e, de certa forma, impediu a organização de excluir o peso-mosca. Em fevereiro de 2020, ‘Deus da Guerra’ nocauteou Joseph Benavidez no segundo round, mas, como apresentou problemas na balança, não conquistou o título da divisão.

Na revanche, realizada em julho, Deiveson finalizou o veterano no primeiro assalto e se tornou campeão da categoria. Em novembro, o brasileiro defendeu o cinturão ao finalizar Alex Perez, em menos de dois minutos. No mês seguinte, o paraense empatou com Brandon Moreno e faturou o bônus de ‘luta da noite’.

Mais em Notícias