Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Daniel Cormier elabora lista de lutadores “imperdíveis” de todos os tempos

Constantemente, listas com os mais variados temas surgem na comunidade do MMA e, desta vez, até Daniel Cormier faz parte da propagação delas. Em seu programa ‘DC & RC’, na ‘ESPN’ americana, o ex-campeão do UFC e atual comentarista destacou os cinco lutadores que todo fã das artes marciais mistas deveria assistir. E a escolha do veterano deu o que falar.

Em primeiro lugar, Cormier surpreendeu e citou Conor McGregor, ex-campeão do peso-pena (66 kg) e do peso-leve (70 kg). Apesar do astro irlandês ser um ‘showman’ no octógono, a posição do mesmo no ranking de ‘DC’ é inusitada, já que ambos discutem de forma pública. Logo atrás, o veterano escolheu Brock Lesnar, ex-número um do peso-pesado e um dos maiores vendedores de pay-per-view na história do UFC. A fama do profissional da WWE é tanta, que parte dos fãs ainda torce por uma nova aparição do mesmo na companhia.

Na terceira posição, o ex-lutador colocou Georges St-Pierre, antigo campeão dos meio-médios (77 kg) e do peso-médio (84 kg). Ao contrário dos atletas citados acima, o canadense se destacou no esporte por sua postura respeitosa, sem precisar criar um personagem ou apelar para o uso do ‘trash talk’. Mesmo aposentado, parte da comunidade do MMA especula a realização de uma possível superluta entre ‘GSP’ e Kamaru Usman.

Em quarto lugar, ‘DC’ destacou Khabib Nurmagomedov, seu amigo e parceiro de treino. É bem verdade que o estilo de luta do ex-campeão do peso-leve (70 kg) não era um dos mais vistosos no octógono, porém a dominância do mesmo impressionava. Tanto que o russo se aposentou de forma invicta. Por último, mas não menos importante se encontra Ronda Rousey, ex-número um do peso-galo (61 kg) e um dos pilares da consolidação do MMA feminino no UFC.

Daniel Cormier também teve sucesso no MMA. ‘DC’ migrou do wrestling para as artes marciais mistas, venceu o GP do peso-pesado do Strikeforce, foi campeão dos meio-pesados (93 kg) e do peso-pesado do UFC e anunciou sua aposentadoria do esporte em 2020. Seu registro profissional é composto por 22 vitórias, três derrotas e um ‘no contest’. Seus triunfos de maior destaque foram sobre Alexander Gustafsson, Anderson Silva, Anthony Johnson (duas vezes), Dan Henderson, Frank Mir, Josh Barnett e Stipe Miocic

Mais em Notícias