Siga-nos
Divulgação/Bellator

Notícias

Cris ‘Cyborg’ abre as portas para duelo contra bicampeã olímpica no futuro

Ainda invicta no MMA profissional após oito combates, Kayla Harrison – bicampeã olímpica no judô, em 2012 e 2016 – confirma a cada luta seu posto como uma das principais apostas para o futuro da modalidade. O sucesso da americana, que venceu a temporada 2019 do torneio peso-leve (70 kg) do PFL, já conseguiu atrair a atenção até mesmo de uma das maiores lutadoras de todos os tempos, a brasileira Cris ‘Cyborg’.

Em declaração ao ‘The Catch Up’, programa disponibilizado no canal do ‘Youtube’ da própria lutadora, ‘Cyborg’ analisou o início de trajetória da ex-judoca no MMA e abriu as portas para um possível duelo contra Harrison no futuro. Para isso, a atual campeã peso-pena (66 kg) do Bellator admitiu até mesmo subir de categoria, já que a americana prioritariamente na divisão até 70 kg no PFL.

Cris revelou ainda que subir de categoria antes de pendurar as luvas é um desejo pessoal. Vale lembrar que dos oito confrontos disputados por Kayla Harrison no MMA profissional até o momento, sete ocorreram no peso-leve. A único experiência da bicampeã olímpica na divisão dos penas veio na sua última apresentação, em um confronto contra Courtney King, onde a ex-judoca atuou pelo Invicta FC, cedida por empréstimo pelo PFL.

“Eu vi que ela bateu o peso (até 66 kg), mas eu não assisti a luta. Eu vi um par de lutas dela. Acredito que ela esteja lutando com garotas abaixo de suas habilidades. As garotas não estão no nível dela. Mas ela está indo muito bem, essa é uma estratégia do empresário dela”, contou Cris, antes de abrir as portas para um possível confronto futuro.

“Acredito que esse ano ela vai lutar pelo PFL, ela vai estar no torneio até 70 (kg). E se ela se tornar a campeã desse torneio, com certeza eu gostaria de fazer um combate com ela, que todos os fãs iriam gostar de assistir. Eu gostaria de ir para o 70 (kg) antes de me aposentar. Quero ajudar a construir a divisão e se ela é jovem, vamos ver se ela gostaria de fazer uma luta, uma luta de verdade para ela”, finalizou a brasileira.

Aos 35 anos, Cris ‘Cyborg’ compete no MMA profissional desde 2005 e soma 23 vitórias, duas derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado). Considerada uma das maiores lutadoras da história, a curitibana se tornou a primeira atleta a possuir um título em quatro grandes organizações diferentes, tendo conquistado o cinturão peso-pena do Invicta FC, Strikeforce, UFC e, mais recentemente, Bellator.

Mais em Notícias