Siga-nos

Notícias

Covington acusa Woodley de fugir de luta e promete aposentar ex-campeão

Colby Covington é conhecido por suas declarações polêmicas – Diego Ribas

Ao que tudo indica, Colby Covington parece disposto a esperar mais alguns meses para que finalmente o duelo contra Tyron Woodley saia do papel, mas não sem antes gastar parte de seu estoque de provocações. Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, ‘Chaos’ acusou o ex-campeão dos meio-médios (77 kg) de estar fugindo dele, e prometeu ser o responsável pela aposentadoria do veterano.

A troca de farpas entre os meio-médios acontece há alguns anos, sem que fosse possível até o momento colocá-los ao mesmo tempo dentro do octógono do UFC para resolver suas diferenças. Uma nova tentativa de casar o duelo foi feita pela organização, que sugeriu o evento do dia 22 de agosto, mas, de acordo com  site da ‘ESPN’ americana, Tyron Woodley descartou a possibilidade e ponderou que só estaria pronto em setembro ou outubro.

“Por que ele não vai estar pronto para lutar em agosto? Ele acabou de dizer ao empresário dele, aquele drogado Malki Kawa da First Round Management, que ele queria lutar com Colby na semana passada. Nós deveríamos lutar. Ele deu sua confirmação verbal para o UFC. Eu dei minha confirmação verbal. Eu assinei o contrato. Por que ele não apareceu agora? Ele tem falado toda essa m***, dizendo que eu fugi dele, isso e aquilo. Ele é o único que se escondeu de mim. Eu nunca corri dele”, provocou Colby, antes de prometer aposentar o rival.

“Toda essa m*** que Tyron falou, ele não vai se safar facilmente. Ele vai ter que aparecer e se responsabilizar por todas as coisas que ele disse. Então, quando Tyron estiver pronto, eu estarei pronto em agosto, mas se ele tem que adiar para setembro, então nós podemos fazer isso em setembro. Mas ele não vai conseguir sair dessa facilmente. Tenho dito isso por anos, eu vou ser o responsável por aposentar Tyron Woodley, e aqui está. Quando ele assinar, quando ele aparecer naquele octógono e a gente resolver isso, ele vai ser aposentado, eu prometo”, afirmou o falastrão.

Colby Covington não pisa no octógono desde dezembro de 2019, quando foi superado pelo campeão Kamaru Usman, em disputa válida pelo cinturão peso-meio-médio do UFC. Já Tyron Woodley encarou Gilbert ‘Durinho’ em maio deste ano, sendo dominado durante cinco rounds e perdendo para o brasileiro na decisão unânime dos juízes.

Mais em Notícias