Siga-nos

Notícias

Corey Anderson se desculpa por atacar crença religiosa de Jon Jones

Jon Jones coleciona polêmicas fora do octógono – Diego Ribas/PxImages

A quarentena provocada pela pandemia do novo coronavírus parece ter dado o tempo ocioso para algumas pessoas repensarem alguns posicionamentos tomados em suas respectivas vidas, como foi o caso de Corey Anderson. O meio-pesado (93 kg) do UFC utilizou sua conta oficial no ‘Instagram’ para fazer um pedido de desculpas público a Jon Jones, por questionar sua crença e religiosidade.

Identificado como um homem cristão, Corey creditou sua epifania à leitura da Bíblia durante esse período de isolamento social por conta do COVID-19. No passado, Anderson questionou se a crença de Jon Jones não seria apenas da boca para fora, ao apontar seus incidentes com a lei e o uso de substâncias proibidas que o fizeram testar positivo em exames antidoping. Agora, o americano admite que errou ao utilizar a mídia para atacar o rival.

“Desde o incidente do UFC 232, eu me permiti sair de personagem como um crente. E eu me culpo por permitir que isso acontecesse. Então, eu gostaria de fazer um pedido de desculpas público a Jon Jones por todos as minhas entrevistas e publicações nas mídias sociais anteriores sobre suas crenças religiosas e ser um cristão. Nesse período longe do mundo, eu fui capaz de entrar de cabeça na minha Bíblia, rezar e fazer perguntas sobre como viver minha vida mais e mais como um filho de Deus. E uma das coisas que eu aprendi é que, como um crente, eu deveria ter direcionado minhas questões referentes à sua crença diretamente a ele e não através da mídia. Como um homem, eu posso admitir quando eu estou errado, e eu estava/estou errado. Como um lutador e um competidor, é fácil se deixar influenciar pelo modo como o mundo te influencia a fazer coisas que o mundo quer que você faça. Mas como um crente, eu devo viver do jeito como o Senhor quer que eu viva, e andar do jeito que vá lançar luz sobre ele e sua palavra”, escreveu Corey Anderson em seu ‘Instagram’ (veja abaixo ou clique aqui).

Corey e Jones competiram no mesmo card do UFC 232, em dezembro de 2018. À época, todo o evento precisou ser remanejado de Las Vegas para a Califórnia por ‘Bones’ ter testado positivo para o que foi considerado níveis baixos de um esteroide anabolizante. Após o show, Anderson fez duras críticas ao campeão e atacou suas crenças religiosas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Can’t take back my wrongs but I can start by apologizing for my actions.

Uma publicação compartilhada por Corey ‘Overtime’ Anderson (@coreya_mma) em

Mais em Notícias