Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

Notícias

Conor McGregor indica permanência no peso-leve e mira trilogia com Nate Diaz

Ao que parece, Conor McGregor está realmente focado em sua carreira. O retorno do ex-campeão do peso-pena (66 kg) e do peso-leve (70 kg) do UFC será diante de Dustin Poirier, no ‘main event’ da edição de número 257, que acontece no dia 23 de janeiro, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU), em revanche de extrema importância para a categoria. Inclusive, o próprio atleta revelou os próximos passos de sua trajetória no esporte.

Em entrevista ao site ‘The Mac Life’, McGregor, que atuou pelo peso-pena, leve e meio-médio (77 kg), destacou que seu foco é permanecer nos leves. O ex-campeão relembrou sua passagem de sucesso pelos penas e indicou que planeja repetir os feitos na atual categoria. Ao mesmo tempo que elogiou os demais lutadores da divisão, o astro irlandês garantiu ser melhor do que seus companheiros de profissão e citou a trilogia com Nate Diaz como a luta dos seus sonhos.

“Eu gostaria de me limitar aos leves. Vim para o UFC como pena e dominei a categoria. Cinturão interino e unificado. Depois, subi para os leves, fui campeão e me tornei o primeiro bicampeão da história da companhia. Depois fui para os meio-médios e nunca consegui uma boa temporada nos leves como nos penas. Gostaria de fazer o que fiz nos penas nos leves. Existem bons competidores, mas sinto que sou superior. Escutei Dana falando sobre Nate voltar aos leves e amo isso. Adoraria competir contra ele. Se isso acontecer nos leves pelo cinturão, seria algo especial. Se Nate lutar nos leves, deveria me enfrentar. Ele é um guerreiro que aparece e luta. Não é necessário que Nate lute com outro contender. Tem que ser eu e ele. Há muitas opções excelentes e veremos o que acontece. Estou animado e pronto”, declarou McGregor.

Conor McGregor, de 32 anos, é o principal nome do UFC e possui uma legião de fãs no esporte. O astro irlandês estrou na organização em 2013, se transformou em um fenômeno e conquistou o cinturão do peso-pena e do peso-leve. Suas vitórias mais marcantes foram diante de Chad Mendes, Donald Cerrone, Dustin Poirier, Eddie Alvarez, José Aldo, Max Holloway e Nate Diaz. Atualmente, o atleta ocupa a quarta posição no ranking dos leves.

Mais em Notícias