Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Comissão Atlética da Flórida retira a maconha da lista de substâncias proibidas

Para a temporada 2021, o UFC, em conjunto com a USADA (agência antidoping americana), anunciou uma mudança em seu sistema de antidoping. Nenhum atleta que testar positivo para maconha será punido. Já nesta quarta-feira (4), a Comissão Atlética da Flórida também retirou o produto da lista de substâncias proibidas.

A informação foi divulgada pelo site ‘Yahoo! Sports’ e confirmada por Jeff Novitzky, vice-presidente de saúde e desempenho do atleta do Ultimate. Vale destacar que a decisão da Comissão Atlética da Flórida aconteceu após a passagem do UFC pelo estado americano.

No dia 24 de abril, a organização realizou sua edição de número 261, que contou com três disputas de cinturão, e, aparentemente, a entidade resolveu alterar seu programa antidoping e parar de punir lutadores que apresentem metabólitos de maconha em seu organismo. Em contrapartida, a Comissão Atlética de Nevada, que regula a maior parte dos eventos do UFC, ainda não aboliu o teste de maconha, apesar da legalização da erva no estado.

A mudança de política adotada pela Comissão Atlética da Flórida representa um alívio para uma parcela dos lutadores que, de fato, utiliza a maconha. Inclusive, parte da comunidade do MMA, composta por atletas e fãs, já comemora a decisão tomada pela entidade.

Mais em Notícias