Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Comentarista do UFC condena agressão de Will Smith a Chris Rock no Oscar

O incidente envolvendo Will Smith e Chris Rock durante a apresentação do ‘Oscar’, no último domingo (27), continua a repercutir no mundo inteiro, inclusive entre importantes figuras da comunidade das lutas. Agora foi a vez de Joe Rogan, comentarista do UFC, dar sua opinião sobre o caso e condenar a atitude do ator de Hollywood, que subiu no palco da premiação e deu um tapa no rosto do comediante, que apresentava o show, por conta de uma piada feita por ele sobre sua esposa.

Em recente episódio do podcast ‘The Joe Rogan Experience’, o comentarista do UFC criticou a ação de Will Smith e defendeu o apresentador do ‘Oscar’, que, em sua visão, estava apenas fazendo o seu trabalho. Rogan ainda comparou a atitude tomada pelo ator com uma de suas atuações nos filmes que protagoniza, questionando o quão imerso em um mundo fantasioso o astro de Hollywood se encontra.

“Acho que ele estava emocionalmente frágil e agiu por impulso. Eu acho que é um impulso tolo que você faz quando sabe que não há consequências. Você está batendo em uma pessoa pequena. (…) Chris Rock estava fazendo a p*** do trabalho dele. Você não vai sentar na primeira fila – você é uma estrela do Oscar – há um comediante profissional, cujo trabalho é sacanear as pessoas. É isso que ele está fazendo. E o que ele fez nem foi um insulto. Foi uma piada leve. Era a piada mais leve sobre o cabelo dela. Fazendo referência a um filme em que uma mulher raspa a cabeça. A ideia de que existe alguma justificativa para ele ir lá e bater na cara dele (é errada)”, comentou Joe Rogan, antes de completar.

“Ele estava fazendo alguma coisa estranha de filme. Foi como se ele estivesse se safando como se vivesse em um filme de ficção. A ideia de que você acha que é inteligente – enquanto usa um smoking – subir em um palco, na frente do mundo, e bater em um comediante pela piada mais leve, e então, sentar lá, tremendo, dizendo: ‘Tire o nome da minha esposa da p*** da sua boca’. E todo mundo vai ter que ficar sentado lá na m*** que você acabou de fazer na mesa. Você simplesmente abaixou as calças e deu uma cagada na mesa de jantar e todos têm que ficar lá sentados olhando para isso. É assim que é. Toda a ideia por trás disso é completamente irracional. Essas pessoas vivem nesse mundo falso. Você é protegido por seguranças, conduzidos por limusines, você está no tapete vermelho, tudo isso é uma vida louca. E ele é tão famoso e tão distante do discurso regular e interação com pessoas comuns que ele, por algum motivo, agiu como se fosse um personagem de um filme”, concluiu o comentarista do UFC.

Mais em Notícias