Siga-nos
Divulgação/UFC

Notícias

Com luta marcada, Anderson Silva explica escolha pelo boxe: “MMA acabou para mim”

Ao que tudo indica, o MMA é realmente uma página virada na vida de Anderson Silva. Com um compromisso nos ringues de boxe marcado para o dia 19 de junho, o ex-campeão peso-médio (84 kg) do UFC não parece vislumbrar um retorno à modalidade na qual competiu por mais de duas décadas.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, o ‘Spider’ citou a dificuldade de se manter em alto nível com as constantes lesões provocadas pelos treinamentos como uma das razões para, aos 46 anos, não considerar a continuidade de sua carreira no MMA. Ciente do legado construído na modalidade, Anderson afirmou que, agora, pretende aproveitar o momento, sem se preocupar com nada.

“Eu acho que o MMA para mim acabou. É difícil treinar MMA. É difícil se manter treinando em um bom nível porque você se machuca muito. Agora, eu só tento aproveitar. Eu não preciso provar nada a ninguém. Eu apenas tento aproveitar cada segundo”, afirmou Anderson.

Considerado amplamente como um dos maiores lutadores de todos os tempos, Anderson Silva construiu um cartel de 34 vitórias, 11 derrotas e um ‘no contest’ (sem resultado) no MMA. Pelo UFC, onde viveu seu auge na carreira, o brasileiro dominou a divisão dos médios entre 2006 e 2013.

Com o sonho antigo de se testar contra grandes nomes do boxe, o ‘Spider’ finalmente terá essa oportunidade no próximo dia 19 de junho. Em evento que deve acontecer no México, Anderson terá pela frente o ex-campeão mundial Julio César Chaves Jr.

Mais em Notícias