Siga-nos

Notícias

Colby Covington critica árbitro por interromper luta contra Usman no UFC 245

Colby Covington perdeu por nocaute técnico para Kamaru Usman – Rigel Salazar/ PXImages

Como era de se esperar, Colby Covington não está nada satisfeito com sua derrota para Kamaru Usman na luta principal do UFC 245, realizado no último sábado (14), em Las Vegas (EUA). O desafiante ao cinturão meio-médio (77 kg) – que não participou da coletiva de imprensa após o evento por ter sido levado ao hospital devido a uma suspeita de fratura na mandíbula – utilizou suas redes sociais para criticar o árbitro Marc Goddard, que interrompeu a luta restando menos de um minuto para o fim do quinto round, dando a vitória por nocaute técnico para o nigeriano.

A disputa pelo cinturão meio-médio do UFC vinha sendo equilibrada até o quarto assalto, com um juiz apontando vantagem para Usman, outro para Covington e o terceiro jurado marcando empate em sua papeleta. No entanto, a ampla superioridade demonstrada pelo campeão nigeriano no último período sugeria seu triunfo por pontos, caso o combate não fosse interrompido. Mesmo assim, o falastrão americano não perdoou a interrupção do árbitro, que, de acordo com ele, ocorreu de forma prematura. Além disso, ‘Chaos’ insinuou um possível favorecimento ao rival por parte de Goddard ao relembrar as advertências recebidas pelos golpes ilegais aplicados, ainda que nenhum ponto tenha sido deduzido.

“Normalmente as pessoas f*** no quarto, não no octógono, Marc Goddard! Eu entro lá para matar ou morrer. Você me roubou isso. Você roubou as pessoas de uma luta justa. Você deveria estar envergonhado de si mesmo. Golpe no saco falso. Falsa cutucada no olho. Falsa interrupção. Árbitro falso”, escreveu Colby Covington em sua conta oficial no ‘Twitter’ (veja abaixo ou clique aqui).

“Apenas um garoto do Oregon correndo atrás do Sonho Americano. Trabalhando duro e conquistando tudo na minha vida de forma dura desde o primeiro dia. Eu me coloco lá na frente do mundo para matar ou ser morto. Marc Goddard me roubou essa noite (sábado) com péssima arbitragem. Ele deixou meu oponente fingir lesões por tempo extra e interrompeu a luta cedo. Assim como a América, minha vontade e meu espírito não podem ser quebrados nunca. Obstáculos não vão me desacelerar. Vocês ainda não viram nada”, escreveu Covington em publicação no ‘Instagram’ (veja abaixo ou clique aqui).

A derrota para Kamaru Usman interrompeu uma sequência de sete vitórias consecutivas de Colby no UFC. Sua única derrota até então na carreira havia sido em dezembro de 2015, para o brasileiro Warlley Alves, também em Las Vegas (EUA), por finalização.

Mais em Notícias