Siga-nos

Notícias

Alex ‘Cowboy’ vence por decisão dividida e espanta má fase no UFC

Alex ‘Cowboy’ venceu por pouco em um combate apertado – Louis Grasse – PXimages

A primeira luta do card principal do UFC 248, evento realizado neste sábado (7) em Las Vegas (EUA), contou com o brasileiro Alex ‘Cowboy’, que travou uma espécie de ‘batalha dos desesperados’ contra o americano Max Griffin. Em má fase – Alex havia perdido seus três últimos confrontos enquanto seu rival tinha vencido apenas uma disputa entre suas quatro últimas apresentações -, os atletas travaram um confronto equilibrado que foi definido no detalhe a favor do brasileiro.

Com o tirunfo, Cowboy voltou a sorrir tranquilo e, sem a pressão de três derrotas seguidas, pode repensar seu caminho na organização em busca de novos desafios. Aplaudido de pé na saída do octógono, o atleta deixou claro que sempre dá show, mas que carrega buracos e brechas em seu jogo que podem ser aproveitadas pelos oponentes!

A luta

O estilo agressivo do brasileiro logo se fez presente. Mesmo com a guarda baixa, o atleta alternou ataques nas pernas com cruzados mirando o rosto do oponente, que sentiu o ritmo e passou a buscar a luta agarrada na segunda metade do assalto inicial. E uma vez no chão, o brasileiro demorou a conseguir levantar, o que equilibrou as ações e deu ligeira vantagem para o americano.

Pior em pé, o americano tratou de clinchar e levar a disputa para grade, estratégia que arrancou vaias dos presentes. Na sequência, o melhor jogo de perna do brasileiro abriu portas para que dois cruzados acertassem em cheio o rosto de Griffin, que passou a sangrar. Vantagem parcial do brasileiro, que empatou as ações!

No terceiro e último round, Griffin deixou claro que não estava disposto a deixar o cage com nova derrota e partiu para um clinche junto à grade. A tática de amarrar Cowboy, no entanto, não deu certo. Esperto, o meio-médio (77 kg) surpreendeu ao derrubar, montar e pegar as costas, desenhando um cenário amplamente favorável.

Mas, como todos os fãs de Alex Oliveira sabem, não existe luta fácil em sua carreira, e faltando dois minutos para o final do confronto ele foi derrubado e ficou por baixo, da meia guarda, se defendendo dos ataques do americano, que a essa altura lutava contra o relógio para reverter o resultado e garantir a vitória.

Ao final, dois jurados apontaram vitória do brasileiro, que foi aplaudido de pé!

Retorno de gala

Sem competir desde março de 2018 devido a um flagra em um exame antidoping, Sean O’Malley retornou ao octógono neste sábado para encarar José Alberto Quiñónez, atleta este que sucumbiu diante do talento  do promissor americano.

Com um chute alto e uma combinação de golpes no chão, Sean, de apenas 25 anos, deu fim ao combate em meros dois minutos. Durante a comemoração pela vitória, o atleta deixou transparecer sua emoção por retomar sua carreira e levantar a plateia do ginásio T-Mobile Arena.

Acompanhe os resultados do UFC 248:

Alex ‘Cowboy’ Oliveira vs. Max Griffin
Sean O’Malley nocauteou José Alberto Quiñónez no 1º round;
Mark Madsen venceu Austin Hubbard por decisão unânime;
Rodolfo Vieira finalizou Saparbek Safarov no 1º round;
Gerald Meerschaert finalizou Deron Winn no 3º round;
Giga Chikadze venceu Jamall Emmers dividida;
Danaa Batgerel nocauteou Guido Cannetti no 1º round.

Mais em Notícias