Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Khabib elenca rivais que gostaria de ter enfrentado antes da aposentadoria do MMA

Aposentado desde 2020, Khabib Nurmagomedov deixou para trás um cartel irretocável no MMA profissional, no qual disputou 29 lutas e venceu todas, muitas delas contra adversários de renome e qualidade comprovada. Mesmo assim, o ex-campeão peso-leve (70 kg) do UFC sente que faltaram alguns desafios a serem superados em sua carreira como lutador.

Durante uma palestra na ‘Class A Events/Penny Appeal Canada’, o russo elencou três atletas que gostaria de ter enfrentado no octógono do UFC. A escolha mais óbvia, sem dúvidas, foi pelo nome de Tony Ferguson, seu antigo rival de divisão e contra quem Khabib chegou a ser escalado diversas vezes para duelar. O aguardado confronto, no entanto, nunca se materializou e foi cancelado previamente em todas as oportunidades nas quais foi programado, para frustração dos fãs e, até mesmo, dos próprios lutadores.

Outro astro do UFC que foi citado por Nurmagomedov foi o ex-campeão peso-leve Anthony Pettis, que detinha o cinturão da categoria no começo da trajetória do russo na maior organização de MMA do planeta. Por fim, Khabib aproveitou que estava no Canadá para apontar o herói local Georges St-Pierre, ex-campeão peso-meio-médio (77 kg) e peso-médio (84 kg) do Ultimate, como um dos oponentes que gostaria de ter encarado na carreira.

“Com certeza foi Tony Ferguson (a luta que faltou na carreira). Mas ela nunca aconteceu. Na minha cabeça? Sim, tiveram um par de lutas (que eu queria ter feito). Ok, GSP, se vocês querem, mas eu respeito muito esse cara. Eu cresci assistindo as lutas dele. Quando ele se tornou campeão do UFC em 2007, eu ainda não tinha começado minha carreira profissional. Eu era um lutador amador e assistia muitas lutas dele com meu pai. GSP era como um exemplo no MMA para mim. Se vocês queriam essa luta, ok, vamos dizer GSP. E eu acho que em 2014 ou 2015, quando Anthony Pettis era campeão do UFC. Naquela época, eu realmente queria lutar com esse cara, mas depois ele perdeu seu título para Rafael dos Anjos. Depois disso, a carreira dele caiu, ele nunca voltou. Era Anthony Pettis, Tony Ferguson e a superestrela canadense GSP”, listou Khabib.

Considerado por boa parte da comunidade do MMA como um dos maiores lutadores da história do esporte, Khabib Nurmagomedov pendurou as luvas com um cartel de 29 vitórias e nenhuma derrota. Desde sua aposentadoria, o russo tem se dedicado à carreira de promotor de eventos e treinador, assumindo um papel que era exercido por seu falecido pai, Abdulmanap, antes de sua morte.

Mais em Notícias