Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Jiu-jitsu

Comentarista do UFC compara fenômeno do grappling com Rickson Gracie

Aos 27 anos e já com uma carreira repleta de grandes feitos, Gordon Ryan se consolida a cada dia que passa como o principal expoente do grappling na atualidade. No último final de semana, por exemplo, o americano adicionou mais dois títulos do ADCC, um em sua categoria de peso e outro na superluta contra o brasileiro André Galvão. O sucesso do lutador gera inevitáveis comparações com grandes nomes da história do jiu-jitsu, como Rickson Gracie.

Visto por grande parte da comunidade do jiu-jitsu como o melhor de todos os tempos, Rickson foi utilizado como exemplo por Joe Rogan ao analisar o talento de Gordon Ryan, em um recente episódio de seu podcast, o ‘The Joe Rogan Experience’. Na visão do comentarista do UFC, o americano possui similaridades com o representante da família Gracie quando este estava em seu auge.

“Tipo, todo mundo que já rolou com o Rickson dava o mesmo depoimento. Todos eles diziam a mesma coisa. Eles falavam: ‘Ele é o melhor, ele é o melhor’. É isso que eles dizem sobre Gordon. Existem esses caras nos esportes, por alguma razão, eles têm p*** dessa marcha a mais”, afirmou Joe Rogan, antes de continuar.

“E eles podem colocar mais foco, mais dedicação, mais energia, mais inteligência, e eles conseguem formular estratégias melhores e eles são mais eficientes no seu controle de tempo. E eles não se f*** na vida pessoal deles… É realmente raro você encontrar alguém que consiga fazer o que esse cara (Gordon Ryan) está fazendo”, finalizou.

Com as conquistas da edição 2022 do ADCC, Gordon Ryan se tornou o primeiro atleta a se tornar campeão em três divisões diferentes neste evento – até 88kg em 2017, até 99kg em 2019 e +99kg este ano. ‘The King’, como é conhecido, foi superado em apenas quatro oportunidades desde que recebeu a faixa-preta de jiu-jitsu – todas elas para brasileiros, por sinal: Vinny Magalhães, Leandro Lo e Felipe Pena (em duas ocasiões).

Mais em Jiu-jitsu