Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Eventos internacionais

Presidente do PFL projeta desenvolvimento lento para Claressa Shields no MMA

Como era de se esperar, o início de Claressa Shields no MMA foi complicado. A bicampeã olímpica de boxe estreou nas artes marciais mistas no PFL 4, evento realizado em junho, em New Jersey (EUA), venceu Brittney Elkin por nocaute no terceiro round, mas passou por momentos delicados. Sendo assim, Ray Sefo, presidente da companhia, celebrou o resultado, mas pediu cautela quanto ao desenvolvimento da atleta no novo esporte.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Sefo confessou que ficou surpreso com a garra demonstrada por Shields na luta contra Elkin. Vale lembrar que, durante o combate, a estrela do boxe foi derrubada pela adversária e ficou em desvantagem nos dois primeiros rounds, mas não se entregou e definiu o confronto no último assalto.

Entretanto, o cartola admitiu que a americana possui um longo caminho a percorrer para fazer frente aos grandes nomes do MMA feminino. Vale destacar que Sefo tem propriedade para analisar o cenário, já que, assim como Shields, se destacou no kickboxing e se aventurou nas artes marciais mistas. Inclusive, o presidente do PFL estipulou um prazo de até dois anos para a atleta, de fato, se ambientar no esporte.

“Ela estava bem composta. No primeiro round, fiquei preocupado, mas no segundo ela mostrou muito mais compostura. Obviamente, seus treinadores Winkeljohn e Greg Jackson foram importantes. O que foi mais impressionante foi que ela ganhou a luta no chão, ao invés de ficar em pé, onde foi capaz de controlar Brittney. 100% ainda há muito a aprender. Em termos de como ela se recuperou, fiquei impressionado por ela estar determinada a não desistir”, declarou o cartola, antes de completar.

“É um esporte diferente. Há muito o que aprender, não apenas no wrestling, mas também no jiu-jitsu. Com sorte, ela aprenderá rápido. No momento, temos que esperar e ver o que acontece na próxima luta. Ela teve problemas nos dois primeiros rounds, então diria que ela precisa de mais algumas lutas para se sentir confortável. Faremos nosso trabalho para continuar a dar lutas que ela possa ganhar experiência para ficar pronta para a temporada 2022 ou 2023”, concluiu.

Claressa Shields, de 26 anos, é uma das grandes estrelas do boxe, sendo multicampeã mundial da modalidade, e, apesar da migração para o MMA, ainda vai atuar nos ringues. A bicampeã olímpica da nobre arte foi uma das muitas contratações de impacto feitas pelo PFL para a temporada 2021. Além da americana, a organização também anunciou Anthony Pettis, Fabrício Werdum e Rory MacDonald como reforços.

Mais em Eventos internacionais