Siga-nos

Entrevistas

Viviane Araújo dedica vitória no UFC Las Vegas para avó falecida

No último sábado (5), a brasileira Viviane Araújo pisou no octógono do UFC Las Vegas 9 com uma motivação extra para conquistar a vitória. A peso-mosca (57 kg) – escalada para medir forças com Montana De La Rosa – encarou o desafio determinada a sair com o braço levantado e dedicar o triunfo para sua avó, que, em julho deste ano, perdeu a batalha contra o COVID-19 e faleceu em decorrência de complicações da doença.

Após atingir o objetivo e conquistar a vitória sobre a americana na decisão unânime dos juízes, ‘Vivi’ conversou de forma exclusiva com a reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui) e destacou a importância do resultado para amenizar as dificuldades enfrentadas por ela neste ano. Assim como sua avó, a lutadora também contraiu o coronavírus. E, ainda que tenha tido apenas sintomas leves da doença, a atleta da ‘Cerrado MMA’ viu seu combate contra Jennifer Maia, agendado para o último mês de agosto, ser cancelado devido ao seu teste positivo para COVID-19.

“Foi muito especial. Essa vitória foi para a minha avó, que infelizmente faleceu em julho, devido às complicações do COVID-19. A família sentiu bastante, mas a gente se manteve forte. Eu consegui me manter focada para essa luta, e essa vitória foi totalmente para ela. Hoje ela com certeza está feliz lá no céu, me olhando. E eu fico muito feliz por trazer essa vitória para o Brasil, por tirar um pouco do peso desse ano. Esse ano tem sido muito difícil, não só para mim, mas acho que para todo mundo. E eu fico muito feliz com essa vitória”, comentou Viviane.

No MMA profissional desde 2015, ‘Vivi’ Araújo soma agora nove vitórias e duas derrotas em sua carreira. Pelo UFC, onde compete desde maio do ano passado, a brasileira alcançou seu terceiro triunfo em quatro apresentações. Seu único revés sofrido no octógono mais famoso do mundo veio diante de Jessica Eye, na edição 245 do evento, realizada em dezembro de 2019.

Mais em Entrevistas