Siga-nos
exclusivo!
Louis Grasse/PxImages

Entrevistas

Prestes a estrear no UFC, Istela Nunes revela que pensou em parar de lutar após doping

Neste sábado (16), a peso-palha (52 kg) Istela Nunes pisará no famoso octógono do UFC pela primeira vez, diante da compatriota Ariane ‘Sorriso’, pelo card preliminar da edição ‘Vegas 40’. A estreia da brasileira na principal organização de MMA do mundo, no entanto, poderia ter ficado apenas no campo da imaginação, após uma grande frustração na carreira da atleta.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Istela admitiu que cogitou abandonar o esporte após ser flagrada no exame antidoping em 2019 e, posteriormente, suspensa por dois anos pela USADA (agência antidoping americana), logo após ter assinado com o UFC. O episódio, que teria sido causado pela contaminação de um suplemento, surgiu como uma bomba na vida da peso-palha, que precisou se adaptar à situação e encontrar forças para não desistir do seu sonho.

“No começo foi bem difícil. Pensar em tudo que eu queria fazer nesses dois anos. Porque no momento em que você recebe essa notícia, você pensa: ‘São dois anos. É muito tempo da minha vida perdido. O que eu vou fazer em dois anos?’. Então, a única coisa que a gente pensa é: ‘Eu não quero treinar mais. Para mim, acabou’. Passou isso pela minha cabeça (parar de lutar). Eu falei: ‘Acho que não é para mim’. Acho que foi a primeira coisa que passou pela minha cabeça”, contou Istela, antes de completar.

“O primeiro ano foi difícil. Mas o ano seguinte foi mais tranquilo, eu falei: ‘Passou, eu vou ter que cumprir isso e vou ter que treinar’. Porque a galera que está lutando, está treinando todo dia e está um passo a frente. É bem difícil você treinar sem um objetivo. Mas você não pode deixar de ser atleta. Então, eu coloquei na minha cabeça que eu sou uma atleta, que eu vivo disso. Então, eu tinha que respirar isso, tinha que comer isso, tinha que fazer isso da minha vida todos os dias. Eu coloquei isso como meta. A minha hora vai chegar e eu tenho que estar pronta”, finalizou.

Passado o período complicado da suspensão, Istela retorna à ação neste sábado, para cumprir o sonho de estrear finalmente pelo Ultimate, diante da também brasileira Ariane ‘Sorriso’, em confronto que abre os trabalhos do UFC Vegas 40. A peso-palha chega à organização com um cartel de seis vitórias, uma derrota e um ‘no contest’ (sem resultado).

Mais em Entrevistas