Siga-nos

Entrevistas

Marina Rodriguez descarta interesse de lutar com Amanda Ribas: “Tenho planos maiores”

Marina Rodriguez está invicta em sua carreira no MMA – Leandro Bernardes/PXImages

Neste sábado (25), a brasileira Marina Rodriguez encara a americana Carla Esparza no quarto evento promovido pelo UFC na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU). O duelo entre as duas pesos-palhas (52 kg) – ambas posicionadas no top 10 da categoria – deve ser acompanhado com atenção por outra atleta da divisão: Amanda Ribas, que após sua vitória sobre Paige VanZant na edição 251 revelou que gostaria de enfrentar a vencedora deste confronto em seu próximo compromisso.

Entretanto, o interesse da mineira não parece ser compartilhado por pelo menos uma das envolvidas no combate de sábado. Em conversa com a imprensa durante o media day virtual, Marina Rodriguez – atual nona colocada no ranking peso-palha – ressaltou que enfrentar a compatriota, posicionada três degraus abaixo na classificação da categoria, não faz parte dos seus planos.

“No momento, eu acredito que não é uma luta interessante para mim. Eu penso sempre um pouco mais na frente. Eu estou enfrentando a número sete do ranking. Vencendo a Carla (Esparza), eu tenho planos maiores dentro da minha divisão. Então, essa luta com ela (Amanda Ribas) não é interessante no momento. Mas é o UFC quem manda. Se achar que é interessante, que vai ser bom por algum motivo, talvez eu aceitasse. Mas agora eu não tenho muito interesse não”, descartou Marina.

A disputa contra Carla Esparza, ex-campeã da categoria, confirma o padrão na trajetória de Marina ter pela frente lutadoras com um bom retrospecto na entidade. De olho no topo da categoria, a gaúcha destacou a importância de enfrentar oponentes melhores ranqueadas do que ela para que sua ascensão seja rápida.

“Era exatamente o que a gente almejava dentro da organização. Primeiramente entrar no UFC, se manter lá dentro, e lutar com as melhores. Querendo ou não, a gente não tem muito tempo para perder fazendo lutas com meninas que não sejam ranqueadas, não que elas não sejam duras, mas o nosso objetivo sempre foi lutar com as melhores. E se o UFC está me oferecendo essas atletas é porque confia no meu trabalho, e a gente fica mais motivado para mostrar o melhor e chegar no topo”, concluiu.

No MMA profissional desde 2015, Marina Rodriguez segue invicta em sua carreira, com um cartel de 12 vitórias e dois empates, ambos em combates dentro do octógono mais famoso do planeta. Por sua vez, Carla Esparza, sua oponente no sábado, possui 16 triunfos, sendo três de forma consecutiva em suas últimas apresentações, e seis reveses.

Atenta ao resultado desta batalha, Amanda Ribas parece ser a nova aposta do UFC para futura estrela da companhia. Com quatro vitórias seguidas desde que estreou pela organização, a carismática mineira já ocupa a 12ª posição no ranking do peso-palha.

Mais em Entrevistas