Siga-nos
exclusivo!
Diego Ribas/PxImages

Entrevistas

‘Glorinha’ revela meta de se consolidar no UFC em luta com Maria Oliveira

Em fevereiro, em Las Vegas (EUA), Gloria de Paula respirou aliviada no UFC. Na ocasião, a brasileira superou Diana Belbita por decisão unânime e encerrou a má fase, que durava dois combates. Agora, com a confiança em dia, a paulista encara Maria Oliveira neste sábado (18), no Texas (EUA), pelo peso-palha (52 kg) e tem como objetivo se consolidar na maior organização de MMA do mundo.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, ‘Glorinha’ destacou que o triunfo em sua última luta lhe deu motivação extra para evoluir no MMA e mostrar que pertence ao UFC, lar dos melhores atletas do esporte. Com a vitória sobre Belbita, a brasileira afastou qualquer pressão de ser cortada da companhia, mas garantiu que sua rotina incessante de treinos permaneceu a mesma. Empolgada por conquistar o primeiro resultado positivo na empresa, a paulista projeta um futuro promissor nela, mas, para isso acontecer, precisa passar por Maria, adversária que conhece e respeita.

“Claro, com certeza me deu motivação para seguir com uma sequência de vitórias e agora estou muito empolgada para lutar novamente com público. Sempre existe uma cobrança interna, de ser melhor todos os dias, mas isso não me atrapalha muito. Pelo contrário, só me motiva. Acho que vamos dar um show no sábado, porque somos duas strikers. Isso é tudo que o público gosta. Estou focada nessa luta, em dar o meu melhor e sair com a vitória para poder me consolidar na organização”, declarou a lutadora.

Como o embate coloca frente a frente duas atletas de natureza ofensiva e que se destacam na trocação, parte da comunidade do MMA imagina que o confronto seja emocionante e equilibrado. Ciente da qualidade de Maria na luta em pé, ‘Glorinha’ não descarta apresentar sua versão grappler, na tentativa de surpreender a adversária. Segundo a atleta, a aposta em mudar o nível do duelo pode ser decisiva para ter vantagem no octógono. De qualquer forma, a paulista frisa que também está preparada para uma intensa troca de golpes, já que e é algo que os fãs desejam assistir.

“Ela é uma excelente striker, esse é o seu ponto forte. O chão pode ser algo a se explorar. Minha primeira estratégia sempre é manter a luta em pé, mas também nada impede de trabalhar todo meu jogo. Mantive minha equipe, que fez um trabalho fantástico e afiamos mais minha trocação, tendo em vista que ela também tem uma ótima trocação”, concluiu.

Revelada pelo reality show ‘Contender Series’, em novembro de 2020, ‘Glorinha’, de 27 anos, foi contratada por Dana White e estreou no UFC na temporada 2021. A brasileira perdeu as duas primeiras lutas que realizou pela organização, mas não desistiu e se recuperou ao superar Diana Belbita. Seu cartel no MMA é composto por seis vitórias, sendo três por nocaute, e quatro derrotas.

Mais em Entrevistas