Siga-nos

Entrevistas

Deiveson Figueiredo explica teste positivo para COVID-19 e promete bater o peso

Deiveson Figueiredo teve sua viagem para Abu Dhabi atrasada – Acervo Pessoal

Prestes a viajar para Abu Dhabi (EAU), onde encara Joseph Benavidez neste sábado (18), pelo cinturão vago do peso-mosca (57 kg), Deiveson Figueiredo viu um teste falso positivo para COVID-19 quase arruinar seus planos. Ciente de que já havia contraído o vírus anteriormente, o paraense pediu um novo exame, que desta vez não detectou a presença do coronavírus em seu organismo, possibilitando sua viagem, ainda que atrasada por alguns dias. Em conversa com a imprensa durante o media day, ‘Deus da Guerra’, como é conhecido, explicou a situação e celebrou o fato de ter conseguido comprovar que estava apto para se apresentar na ‘Ilha da Luta’.

Obrigado a permanecer alguns dias a mais no Brasil até que o resultado do segundo teste fosse conhecido, Deiveson seguiu confinado no hotel, sem poder seguir o planejamento traçado originalmente para o seu corte de peso, que no primeiro encontro com Benavidez, em fevereiro deste ano, foi o responsável pelo brasileiro não ter saído da arena em Norfolk (EUA) com o cinturão dos moscas, apesar da vitória por nocaute técnico. Apesar disso, o paraense se mostrou confiante de que ficará dentro do limite exigido em disputas de título da categoria, ficando assim apto a ser coroado como novo campeão da divisão caso conquiste novo triunfo diante do americano neste sábado.

“Dois meses atrás eu tive COVID-19, e desde então minha doutora, que também é a minha nutricionista, vem cuidado de mim, até o momento que marcaram a luta. Eu sabia que não estava com COVID-19 e pude provar fazendo o segundo teste. Provei que estava limpo e consegui chegar até a Ilha da Luta para fazer essa revanche com o Benavidez”, explicou Deiveson, antes de tranquilizar os fãs sobre um possível problema no corte de peso causado pelo imbróglio.

“Não tem problema algum. E saí de Belém, do Pará, com o peso bem baixo e hoje está faltando 2 kg para bater o peso. Eu vou usar a manhã toda de sexta-feira para desidratar e vou estar no peso no horário previsto para a pesagem”, garantiu o peso-mosca.

No Ultimate desde 2017, Deiveson Figueiredo soma sete vitórias e apenas uma derrota, para Jussier ‘Formiga’, em sua trajetória na principal liga de MMA do mundo. Por sua vez, Joseph Benavidez possui 14 triunfos e quatro reveses no octógono do UFC, sendo três deles em disputas de título. Caso o brasileiro fique novamente acima do limite de peso permitido em disputas de cinturão na categoria dos moscas, Alexandre Pantoja – que está escalado inicialmente para encarar Askar Askarov – o substituirá na luta principal do evento deste sábado.

Mais em Entrevistas