Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Entrevistas

Danilo Marques aposta em trunfo para integrar ranking dos meio-pesados do UFC

Danilo Marques pode não ser um nome tão conhecido entre os fãs de MMA, porém o brasileiro causou uma boa impressão em sua estreia, ao dominar Khadis Ibragimov na temporada passada, em Abu Dhabi (EAU). Agora, o paulista está escalado para enfrentar Mike Rodriguez no UFC Vegas 18, evento que acontece neste sábado (6), e está de olho em uma vaga no top-15 dos meio-pesados (93 kg). E para adentrar o ranking da categoria, Danilo revelou possuir um trunfo.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Danilo informou que sua arma secreta é, simplesmente, Demian Maia, um dos atletas que melhor adaptou o jiu-jitsu para o MMA. Como parte dos lutadores em destaque nos meio-pesados é striker, ou seja, adota a trocação como principal arma, o grappling se torna um recurso interessante a ser explorado. Contando com o veterano como parceiro de treino, o brasileiro parece disposto a utilizar a experiência na luta agarrada para se distinguir dos demais competidores e pegar um atalho na divisão.

“Os fãs ainda estão me conhecendo, mas prometo muita dedicação. Parece que tenho uma vantagem no grappling. Na última, adotei uma estratégia por treinar há anos com o Demian. Me sinto à vontade em por a luta para baixo e usar o jiu-jitsu. Esse é um diferencial que eu tenho. Tenho que ganhar lutas para subir, mas meu grappling é uma vantagem, um aliado e ter o Demian é um grande reforço. Sabendo usar essa arma na hora certa, é uma boa sim. Não gosto de falar que vou nocautear ou finalizar. Não curto ‘trash talk’, mas vou trabalhar muito”, declarou Danilo.

Na primeira luta que disputou pelo UFC, Danilo não teve dificuldade para vencer, mesmo sem realizar a preparação ideal. Dessa vez, o brasileiro mostrou confiança para enfrentar Rodriguez, justamente, porque teve tempo suficiente para estudar o adversário. Por outro lado, o americano sofreu uma derrota polêmica em sua última aparição, diante de Ed Herman, em setembro. Na ocasião, o veterano usou e abusou da popular ‘catimba’ para sobreviver no combate, já que simulou receber um golpe ilegal, e venceu de virada. Atento ao ocorrido, Danilo garantiu foco total para não se tornar vítima de uma eventual desatenção.

“A preparação foi diferente. Tive tempo para trabalhar, fazer um camp completo. Peguei a última luta em cima da hora. Agora, foi mais tranquilo. É um casamento de luta bom para mim. Quando me ofereceram o nome dele, já tinha visto algumas lutas. O jogo é bom para mim, ainda mais com tempo para treinar, estudar e localizar as brechas. Estou preparado para tudo. Treinei a parte em pé e vou sentir a luta. Ele perdeu para o Herman que é o que chamamos de ‘macaco velho’, experiente. Na luta, você tem que estar preparado para tudo, até mesmo os golpes baixos. A mente tem que estar blindada”, concluiu.

Além da boa relação com Demian Maia, Danilo Marques, de 35 anos, também é membro da Kings MMA. Na renomada equipe de MMA, o brasileiro é treinado por Rafael Cordeiro e tem ao seu dispor nomes importantes como Kelvin Gastelum, Marvin Vettori, Neiman Gracie, entre outros como parceiros de treino.

Mais em Entrevistas