Siga-nos

Entrevistas

Charles ‘Do Bronx’ afirma que pode aceitar luta no UFC a qualquer momento

Enquanto aguarda a definição sobre o seu próximo compromisso no UFC, Charles Oliveira passa uma temporada em Las Vegas (EUA), onde – em meio a eventos, compromissos profissionais, reuniões com dirigentes do alto escalão da organização e, é claro, muitos passeios pela cidade norte-americana – tem aproveitado para curtir a crescente fama, que veio em paralelo à sua chegada ao topo da divisão dos leves (70 kg). Tudo isso sem deixar de lado seu lado a rotina de treinos de um campeão. Por esse motivo, ‘Do Bronx’ não parece se preocupar com o ‘timing’ da decisão sobre seu futuro.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight (veja acima ou clique aqui), Charles reforçou que deixa a definição sobre o seu futuro nas mãos dos seus representantes e dos dirigentes do UFC. Confirmado na próxima disputa de título da divisão dos leves, ‘Do Bronx’ já deixou claro sua preferência por enfrentar o astro irlandês Conor McGregor, muito por conta do retorno financeiro que tal embate traria para ele. O brasileiro e sua equipe também não escondem que, se tiverem poder de escolha, não dariam o sinal verde para um duelo contra Islam Makhachev no evento que o Ultimate pretende promover em Abu Dhabi (EAU), em outubro, uma especulação que tenha ganhado força nos últimos tempos.

Outro ponto defendido por seu time é a preferência por voltar ao octógono mais para o final do ano, como tem sido comum no histórico recente do lutador da academia ‘Chute Boxe Diego Lima’. Mesmo assim, Charles garante que estaria preparado para lutar em outubro, no evento de Abu Dhabi, caso esta fosse a decisão tomada pelo UFC, mesmo que as negociações se arrastem por mais algum tempo e o combate ainda demore a ser confirmado oficialmente, já que, como sua passagem por Las Vegas mostra, continua em ritmo de treinos mesmo sem um compromisso agendado.

“Na realidade, o camp não para, ele está sendo feito. Todos os dias que eu estive aqui em Las Vegas, eu estou treinando. O pessoal fala: ‘Por que você está fazendo sauna?’. Eu gosto de me sentir bem, eu gosto de estar bem. Gosto de sentir que eu estou com o corpo bem, sentir que eu estou feliz. O (Diego) Lima até falou: ‘Po, Charles, tudo que você está fazendo aqui em Las Vegas, você está treinando em alto nível’. Lógico, a gente não está em um camp trancado. Mas eu estou treinando todos os dias. O camp nunca parou, eu sempre continuo treinando. Se a luta for em Abu Dhabi, com certeza, a gente vai estar pronto”, afirmou Charles.

A tranquilidade do paulista em relação a uma possível demora nas negociações não anula o fato de que uma preparação com um período maior de preparação seria o ideal, como o próprio admite. Porém, a boa fase vivida pelo lutador – tanto dentro, como fora do cage – faz com que ‘Do Bronx’ esbanje confiança. Feliz e aproveitando o bônus de ter se tornado finalmente um dos principais astros do UFC, o peso-leve mostra nas palavras que entrou em uma espécie de estado mental imbatível.

“Eu já peguei luta com 20 dias, já peguei luta com um mês ou dois meses. Eu acho que quanto mais a gente puder treinar, se dedicar, estar pronto para isso, para nós é bom. Como eu falei, nas últimas vezes, não querendo se exibir – eu nunca vou me exibir, nunca vou estar acima de ninguém – porém, eu estou um ‘time’ a frente desses caras. Eu acho que o mais importante – todos os campeões vêm falando isso – a minha felicidade, viver aquilo que eu estou vivendo. Um moleque que veio de baixo, de dentro da comunidade, da m***, hoje viver o que vive”, comentou ‘Do Bronx’, antes de completar.

“Eu ando nessa Strip aqui e muitas vezes me emociono porque quem diria que eu andaria em um bagulho desses? Quem diria que eu ia poder chegar e comprar uma roupa dessas? A gente está falando de Gucci, é um bagulho caro. Não é se exibindo. Quem diria que eu poderia dar um presente para alguém? Eu não podia isso. Minha ex-mulher que me bancava no começo. Então, hoje poder sair, poder comer com uma pessoa legal. Você poder ter algo legal, poder se vestir legal. Minha filha estava querendo um brinquedo. Três UFC que eu venho para cá e eu não achava. Ontem eu consegui achar o brinquedo”, finalizou.

Sem perder desde 2017, Charles ‘Do Bronx’ vive seu melhor momento na carreira, tendo engatado uma sequência de 11 vitórias e se consolidado como um dos melhores lutadores do mundo peso-por-peso. O brasileiro alcançou o título dos leves do UFC em maio de 2021 e conseguiu defendê-lo com sucesso sete meses depois, ao finalizar Dustin Poirier. Na sua segunda defesa de cinturão, no entanto, Oliveira foi destituído após falhar na balança, mesmo conquistando mais um triunfo na luta contra Justin Gaethje no dia seguinte, o que o credenciou a disputar novamente a cinta em seu próximo combate.

Mais em Entrevistas