Siga-nos
Reprodução

Boxe

Empresário de Robson Conceição apresenta queixa à WBC após derrota polêmica

A controversa derrota de Robson Conceição para o mexicano Oscar Valdez na última sexta-feira (10), no Arizona (EUA), em disputa pelo cinturão dos superpenas do Conselho Mundial de Boxe (WBC), ainda deve ganhar novos capítulos. De acordo com a ‘ESPN’ americana, Sergio Batarelli – empresário do pugilista baiano – apresentou uma queixa junto à WBC, protestando contra a atuação dos juízes laterais, que apontaram vitória unânime do campeão em suas papeletas, e exigindo uma revanche imediata.

Além da pontuação dos juízes laterais, a queixa apresentada pelo empresário de Robson questiona a atuação do árbitro central e o fato de Oscar Valdez ter mantido seu título após ser flagrado no exame antidoping no mês passado. A substância proibida ‘fentermina’ – um estimulante – foi encontrada no organismo do mexicano, que foi liberado pelo Conselho Mundial de Boxe e pela Comissão da Tribo Pascua Yaqui para lutar contra o brasileiro.

Por sua vez, o árbitro Tony Zaino foi acusado por Batarelli de ter sido “tendencioso” na mediação do combate, especialmente ao descontar um ponto do brasileiro no 9º round, por atingir o adversário na parte de trás da cabeça. A infração cometida por Robson pareceu ter muito menos intensidade do que um golpe posterior aplicado por Valdez, no qual o mexicano recebeu apenas uma advertência por parte do árbitro central.

Já a pontuação dos juízes laterais, que sacramentou a vitória de forma unânime de Oscar Valdez, se transformou na principal polêmica da disputa da última sexta-feira. Principalmente depois que Stephen Blea, juiz responsável pela pontuação mais discrepante em favor do mexicano, admitiu ter errado em sua marcação da papeleta e alegou ter sido influenciado pela torcida favorável ao campeão. O profissional, inclusive, procurou a WBC para admitir o erro e deve passar por um processo de reciclagem antes de voltar a atuar em disputas de título da entidade.

Outro ponto levantado pelo empresário do pugilista baiano foi a superioridade de seu cliente nas estatísticas do duelo, principalmente o fato do medalhista de ouro na Olimpíada do Rio, em 2016, ter superado o rival em golpes conectados em todos os rounds. Apesar da pontuação no boxe não ser baseada somente em números, vale destacar que o resultado favorável a Oscar Valdez foi bastante contestado pela comunidade das lutas no Brasil e no exterior, com boa parte dos fãs e especialistas apontando a vitória de Robson Conceição no combate.

Por fim, a intenção de Sergio Batarelli com a queixa apresentada junto ao Conselho Mundial de Boxe é que a entidade conceda uma revanche imediata ao lutador brasileiro, colocando-o novamente frente a frente com Oscar Valdez, pelo título mundial. Outra opção seria a ascensão de Robson Conceição ao primeiro lugar do ranking dos superpenas, o que faria dele o desafiante obrigatório. Resta saber qual será a posição adotada pela entidade, uma das mais importantes do boxe na atualidade.

Mais em Boxe