Siga-nos
Reinaldo Reginato/PxImages

Boxe

‘Cyborg’ agradece ao presidente do Bellator por autorizar sua estreia no boxe

Veterana dos esportes de combate, Cris ‘Cyborg’ conseguiu mais um feito em sua carreira. No último domingo (25), em Curitiba, a campeã do peso-pena (66 kg) do Bellator estreou no boxe profissional ao atuar na segunda edição do ‘Fight Music Show’ e impressionou ao mostrar boa desenvoltura no ringue diante de Simone Silva. Feliz com a vitória, a brasileira fez questão de expressar sua gratidão para Scott Coker, presidente da companhia.

Na ocasião, ‘Cyborg’ mostrou a habitual agressividade e venceu Simone por decisão unânime. Vale pontuar que a aventura da brasileira no boxe só se tornou possível por conta do cartola. Como a campeã do Bellator possui contrato com a liga, ela só conseguiu atuar no FMS, porque recebeu a autorização de Coker. Inclusive, a boa relação da dupla vem desde os tempos de Strikeforce. Portanto, a veterana utilizou suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui) para agradecer o apoio do chefe. Após realizar seu sonho de estrear no ringue, Cris mira duelos com as temidas Katie Taylor e Jessica McCaskill no esporte, ao mesmo tempo que se prepara para defender seu cinturão no MMA.

“Acabei de me tornar a primeira lutadora na história dos esportes de combate a ser indicada ao prêmio de lutadora de MMA do ano e a ter uma luta profissional de boxe no mesmo ano. Obrigado Scott Coker por me dar a oportunidade”, escreveu a campeã do Bellator em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Cris ‘Cyborg’, de 37 anos, é uma das lutadoras mais condecoradas do esporte e, consequentemente, é considerada por parte da comunidade do MMA uma das melhores da história. A brasileira estreou na modalidade em 2005 e se tornou campeã no Bellator, Invicta FC, Strikeforce e UFC. Os triunfos de maior destaque da curitibana foram diante de Arlene Blencowe (duas vezes), Felicia Spencer, Gina Carano, Holly Holm, Julia Budd e Marloes Coenen (duas vezes).

Mais em Boxe