Siga-nos
Natassia del Fischer/PxImages

Bellator

Werdum sugere revanche contra Fedor e provoca: “Nunca foi o GOAT”

Ao que parece, o anúncio do retorno de Fedor Emelianenko, em um evento do Bellator programado para acontecer na Rússia, no dia 23 de outubro, deixou um antigo rival do russo empolgado. Com a ausência de um adversário definido para enfrentar ‘The Last Emperor’ em sua volta ao cage, o brasileiro Fabrício Werdum não perdeu tempo e fez questão de deixar explícito seu interesse por uma revanche contra o ex-campeão do Pride.

No último sábado (3), Werdum – que venceu o peso-pesado russo em 2010, em combate válido pelo extinto Strikeforce – utilizou sua conta oficial no ‘Twitter’ para mandar um recado ao antigo rival, assim como para Scott Coker, presidente do Bellator, organização com a qual Emelianenko possui contrato atualmente (veja abaixo ou clique aqui e aqui).

O gaúcho questionou o status de ‘GOAT’ (sigla em inglês para ‘maior de todos os tempos) que é atribuído a Fedor por parte da comunidade do MMA, recordando seu triunfo sobre o russo e indicando que, para ser merecedor de tal alcunha, ele precisaria enfrentá-lo novamente em uma revanche. Em outra mensagem publicada por Werdum, o ex-campeão peso-pesado do UFC voltou a cutucar Emelianenko e ‘convocou’ o presidente do Bellator para negociar o novo duelo entre eles.

“Se Fedor é o GOAT, você precisa da revanche comigo. Hey! Eu estou pronto para ir para a Rússia”, escreveu Werdum.

“Fedor nunca foi o GOAT, porque eu matei o GOAT. Scott Coker, vamos lá”, provocou.

Fabrício Werdum e Fedor Emelianenko se enfrentaram pela primeira vez em junho de 2010, pelo extinto evento Strikeforce. Carregando uma invencibilidade de 28 lutas consecutivas, o ex-campeão do Pride chegou para o confronto como amplo favorito, mas acabou finalizado pelo gaúcho com pouco mais de um minuto de luta.

Depois da vitória diante do temido russo, Werdum viu sua carreira mudar de patamar e, posteriormente, com a conquista do cinturão peso-pesado do UFC entrou para a discussão sobre os melhores lutadores da categoria na história. Atualmente, o gaúcho está sob contrato com o PFL, onde viu sua temporada de estreia ser frustrada por um polêmico ‘no contest’ (sem resultado) na estreia e pela impossibilidade de continuar no torneio por recomendações médicas.

Porém, de acordo com informações obtidas pelo site ‘MMA Junkie’, o PFL estaria disposto a ceder sua estrela caso haja a possibilidade de uma revanche contra Fedor sob a bandeira do Bellator. O russo, por sua vez, não compete desde dezembro de 2019, quando nocauteou o também veterano Quinton ‘Rampage’ Jackson, na edição 237 do Bellator.

Mais em Bellator