Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Bellator

Presidente do Bellator comemora onda de cortes no UFC: “Ruim para eles, bom para nós”

O atual cenário do MMA é dominado pelo UFC, em seguida vem o Bellator, porém essa distância entre as organizações rivais já foi maior. Curiosamente, a própria companhia de Dana White contribui para o equilíbrio do cenário. Se o Ultimate começou a modificar seu quadro de lutadores e cortou alguns nomes de peso do esporte, Scott Coker, atento ao mercado, aproveitou para reforçar sua empresa e, consequentemente, aumentou a qualidade dela.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Coker admitiu que ficou surpreso com o fato do UFC perder nomes como Anthony Johnson e Yoel Romero e comemorou a contratação de ambos. O presidente do Bellator também revelou o diferencial que sua organização possui em relação aos concorrentes e indicou que os atletas do UFC não concordam com o tratamento que recebem por lá. Vale lembrar que, além de Anthony Johnson e Yoel Romero, Corey Anderson, Lyoto Machida, Phil Davis e Ryan Bader, todos com passagem pelo Ultimate, também integram os meio-pesados (93 kg) da companhia.

“Você está falando de alguns caras que fizeram a diferença em suas categorias. Fiquei surpreso do UFC não mantê-los. Foi uma grande oportunidade que tivemos. Acho que somos mais adequados. Eles terão uma ótima casa aqui e ficarão extremamente felizes. Conversei com alguns e eles queriam fazer a mudança para o Bellator. As pessoas podem ver como tratamos os lutadores e como aqui é um ambiente familiar. Sim, é um negócio e funcionamos assim, mas a verdade é que o Bellator é muito diferente das outras organizações. Acho que eles não queriam ser forçados a fazer essa ou aquela luta e receber alguns ultimatos por aí, foi o que ouvi. Simplesmente não deu certo. Ruim para o UFC, bom para nós e agora olhe os meio-pesados que temos”, declarou Coker.

Os veteranos Anthony Johnson e Yoel Romero já viveram fases melhores no MMA, mas o poder e a agressividade dos atletas chamam tanta atenção, que faz boa parte dos fãs ignorar o atual momento de ambos. ‘AJ’, de 36 anos, anunciou sua aposentadoria do esporte em 2017, quando ainda atuava pelo UFC. Nos meio-pesados, o atleta lutou duas vezes pelo cinturão da categoria e foi finalizado por Daniel Cormier. Inclusive, essas foram suas únicas derrotas na divisão. Por sua vez, Romero, de 43 anos, perdeu os últimos três combates que disputou no peso-médio (84 kg) do UFC e lutou pelo cinturão da categoria em quatro oportunidades. Ao assinar com o Bellator, o ‘Soldado de Deus’ anunciou que vai trocar os médios pelos meio-pesados.

Mais em Bellator