Siga-nos
Diego Ribas

Bellator

Presidente do Bellator coloca nas mãos de Fedor decisão sobre revanche com Werdum

Livre no mercado após encerrar sua trajetória no UFC, Fabrício Werdum já deixou claro seu desejo de enfrentar novamente Fedor Emelianenko, a quem derrotou no primeiro encontro entre eles, em 2010. E, de acordo com Scott Coker, presidente do Bellator, organização com a qual o russo está sob contrato atualmente, a concretização das negociações pela revanche só depende do aval do ex-campeão do ‘Pride’.

Aos 44 anos, Fedor deve fazer apenas mais dois combates antes de pendurar as luvas, provavelmente um em Moscou (RUS) e outro nos Estados Unidos. E Coker parece disposto a atender qualquer pedido da lenda russa, visando montar a ‘turnê de despedida’ perfeita para a estrela de sua companhia. Isso inclui assinar com Werdum, se for da vontade do ‘Last Emperor’.

“Fedor está, eu acho, (dividido) 50/50 nisso. Não é o desejo ardente que talvez Fabrício queira que seja, mas nós vamos continuar conversando com Fedor e ver se ele quer fazer isso. E se Fedor quiser, então, nós definitivamente vamos fazer isso, porque essa pode ser a luta que ele faça em Moscou ou em outro lugar, em uma de suas duas últimas duas lutas”, declarou o presidente do Bellator, em entrevista ao site ‘MMA Junkie’.

Fabrício Werdum e Fedor Emelianenko se enfrentaram em junho de 2010, pelo extinto evento ‘Strikeforce’. À época considerado por muitos como imbatível, o russo contava em seu cartel com apenas uma polêmica derrota, por interrupção médica, para Tsuyoshi Kohsaka. Azarão nas bolsas de apostas, o brasileiro surpreendeu o mundo do MMA ao precisar de pouco mais de um minuto de luta para finalizar e superar a lenda.

Mais em Bellator