Siga-nos
Louis Grasse/PXImages

Bellator

Patrício ‘Pitbull’ se vinga de derrota e recupera cinturão do Bellator

Realizado nesta sexta-feira (15) na cidade de San Jose (EUA), o card do Bellator 277 foi liderado pela revanche entre Patrício ‘Pitbull’ e AJ McKee, duelo válido pelo cinturão dos pesos-penas (66 kg). E não demorou para que o brasileiro comprovasse que a derrota em menos de dois minutos na primeira disputa foi apenas um deslize.

Mais calmo e estratégico, o experiente lutador cadenciou a troca de golpes em pé e defendeu as quedas do rival em diversas ocasiões. Com combinações de golpes em linha reta, o explosivo lutador garantiu a vantagem em pelo menos três assaltos para reconquistar o cinturão, quebrar a banca de apostas e salvar o esquadrão brasileiro na noite.

Aos 27 anos, A.J perdeu sua invencibilidade no esporte em sua 19ª apresentação no cage. Antes do duelo desta sexta, o americano cogitava subir de divisão e medir forças com Patricky Pitbull, irmão de Patrício que é dono do título dos pesos-leves (70 kg).

A luta

O começo do combate foi cadenciado, com ambos atletas medindo a distância e estudando o melhor momento de atacar. No minuto final, Patrício apostou em rápidas combinações de golpes em linha reta, enquanto o americano trabalhava com chutes variados, o que lhe rendeu a vantagem mínima inicial. Assalto equilibrado: Patrício 9 x 10 AJ.

Dono de maior envergadura, AJ trabalhou da longa distância, principalmente com chutes no corpo e perna, enquanto que o brasileiro investiu em cruzados. Apesar do maior volume de ataques do campeão na primeira metade, Patrício conectou melhores ataques e garantiu a melhor na parcial por ligeira vantagem. Patrício 19 x 19 AJ.

Depois de um começo monótono, que fez parte da plateia ensaiar uma vaia, AJ tomou a iniciativa e, ao tentar encurtar a distância, recebeu um cruzado que o fez balançar. Na sequência, no entanto, o americano mergulhou em queda e derrubou o rival pela primeira na noite. Depois de atacar no ground and pound, o campeão foi pego em uma guilhotina que parecia próxima de terminar a disputa. Patrício 28 x 29 AJ.

Mais cansados no quarto assalto, os lutadores diminuíram o poder de seus golpes, e a vantagem territorial de Patrício, que caminhou para frente a todo momento, foi fundamental. Sem se deixar derrubar, o atleta utilizou de sua experiência para garantir nova parcial. Patrício 38 x 38 AJ.

O último round começou com uma queda do americano. No entanto, o experiente Pitbull se desvencilhou da luta agarrada e voltou a cadenciar a troca de golpes em pé, apostando em contra ataques. No minuto final, os lutadores aumentaram o ritmo e passaram a trocar potentes socos no rosto, o que levantou a plateia. Nos segundos finais, uma nova queda a favor de AJ deixou a disputa ainda mais difícil de ser pontuada. Patrício 48 x 47 AJ.

Má fase ampliada

Ex-campeão dos pesos-médios (84 kg), Rafael Carvalho voltou a subir para os meio-pesados para, nesta sexta-feira, encarar Dovletdzhan Yagshimuradov no card do  Bellator 277. E apesar de mostrar superioridade em pé, o brasileiro sentiu a diferença de peso e favor do rival e acabou nocauteado no segundo round.

Rafael, que aceitou a disputa de última hora contra o atleta do Turcomenistão, foi derrubado tanto no primeiro quanto no segundo assalto. E, uma vez por baixo, o veterano de 35 anos foi dominado e gradualmente punido pelo ground and pound do oponente até que o árbitro interrompeu a disputa.

Com o resultado, Rafael perdeu a quarta luta seguida em sua carreira, sendo o sexto revés em suas sete últimas apresentações no cage do Bellator. Desta forma, o contrato do atleta com a organização fica em risco.

Interrupção médica

Representante da família Gracie, Rhalan se apresentou pela segunda vez no Bellator ao encarar Tyson Miller, em duelo válido pela divisão dos meio-médios (77 kg). No entanto, apesar do apoio do primo Ralph Gracie no corner, o atleta acabou superado novamente e ampliou sua sequência negativa no esporte para quatro derrotas, em cartel que não contém vitórias.

Depois de tentar seguidas quedas, Rhalan derrubou, mas acabou raspado e terminou por baixo. Desta posição, o filho de Relson Gracie investiu em uma chave de joelho, mas esbarrou na defesa do rival, que o puniu com duros ataques no ground and pound. Ao final do primeiro assalto, o médico do evento impediu o retorno do brasileiro para o combate.

 

Mais em Bellator