Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Bellator

Impressionado com atuação de ‘Pitbull’, Gastelum compara brasileiro a ‘GSP’

Quando Patrício ‘Pitbull’ atua pelo Bellator, parte dos fãs fica na expectativa por uma vitória impressionante no cage. E foi exatamente isso que aconteceu na edição de número 255, realizada na última sexta-feira (2), em Connecticut (EUA). O campeão do peso-pena (66 kg) finalizou Emmanuel Sanchez no primeiro round, confirmou sua vaga na final do GP da categoria e foi reverenciado por uma parcela dos lutadores.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Kelvin Gastelum enalteceu a qualidade do campeão do peso-pena e do peso-leve (70 kg) do Bellator e o comparou a Georges St-Pierre, ex-número um dos meio-médios (77 kg) e do peso-médio (84 kg) do UFC. ‘GSP’ é considerado pela comunidade do MMA como um dos melhores lutadores da história por conta de sua mentalidade e técnica, mas, de acordo com o americano, ‘Pitbull’ não deixa a desejar.

O integrante do peso-médio justificou seu posicionamento ao lembrar de um treino que realizou na academia ‘Pitbull Brothers’, quando esteve no Brasil. É bem verdade que a experiência aproximou os atletas, porém o americano deixou claro que o bom relacionamento com o ícone do Bellator não influenciou em seu julgamento. Como lidou com Patrício pessoalmente, Gastelum cravou que o atleta é, de fato, diferenciado.

“Tive a oportunidade de treinar com Patrício em dezembro de 2019 e fiquei impressionado com sua inteligência e abordagem para as lutas. Nunca vi um Q.I. de luta tão alto, exceto, talvez, ‘GSP’. Ele é uma verdade absoluta!”, escreveu Gastelum em sua conta oficial no ‘Twitter.

Há quase 11 anos no Bellator, Patrício Freire é um dos nomes mais importantes na história da organização. Em sua trajetória pela companhia, o brasileiro disputou 24 lutas, venceu 20, se tornou campeão do peso-pena, do peso-leve e perdeu quatro vezes, sendo a última em 2016.

Como ‘Pitbull’ é dominante, parte dos fãs costuma projetar lutas contra os atletas do UFC e o próprio profissional alimenta tal sonho. Constantemente, brasileiro declara que tem qualidade suficiente para vencer os grandes nomes da organização rival e seus principais alvos são Alexander Volkanovski e Michael Chandler.

Mais em Bellator