Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Valentina menciona Miesha ou vencedora de Peña vs Amanda como adversária ideal

Tudo indica que Valentina Shevchenko não planeja ficar muito tempo afastada do octógono. No último sábado (11), em Cingapura, a campeã do peso-mosca (57 kg) do UFC defendeu o título da categoria pela sétima vez ao superar Taila Santos por decisão dividida e já começou a projetar seu próximo passo na companhia. Motivada a ampliar seu legado no MMA, ‘Bullet’ lista possíveis adversárias para a sequência de sua carreira.

Na coletiva de imprensa pós-show, Valentina mostrou dúvida se sua próxima aparição no octógono deve ser válida pelo peso-mosca ou acontecer no peso-galo (61 kg). Caso seja pela categoria que domina, a atleta ignora uma hipotética revanche contra Taila e indica que é justo a vencedora da luta entre Lauren Murphy e Miesha Tate disputar o título. Mas ‘Bullet’ também pode fazer uma aparição especial na divisão de cima para desafiar Amanda Nunes ou Julianna Peña, que se enfrentam novamente em julho. Vale destacar que Shevchenko tem como objetivo ser campeã dupla do UFC.

“Tenho que mencionar que, em julho, temos no peso-mosca uma luta incrível entre duas lutadoras muito fortes. São Lauren Murphy e Miesha Tate. Será uma luta incrível. Se Lauren conseguir a vitória, talvez façamos uma revanche, mas não tão cedo. Se Miesha vence a luta, acho que é isso que os fãs vão adorar ver e, no final de ano, um pay-per-view, luta principal, acho que vai ser ótimo. Mas ainda tem outra opção e é Julianna ou Amanda no peso-galo. Vou trabalhar para construir meu corpo um pouco mais pesado, só um pouco para não perder a velocidade. Há muitas opções para mim, só tenho que escolher qual”, declarou a campeã do UFC.

Uma das melhores lutadoras da história do MMA, Valentina Shevchenko, de 34 anos, tem história com três das quatro possíveis adversárias em seu radar. No peso-mosca do UFC, ‘Bullet’ nocauteou Lauren Murphy, em 2021. No peso-galo, a quirguistanesa construiu uma rivalidade de alto nível com Amanda Nunes, porém perdeu os dois combates que disputou contra a ‘Leoa’ por decisão unânime, em 2016, e dividida, em 2017. Por outro lado, a atleta finalizou Julianna Peña, em 2017.

Mais em UFC