Siga-nos
Natassia Del Fischer/PxImages

UFC

Treinador de Adesanya admite surpresa por Whittaker recusar revanche no UFC 263

Recentemente, o UFC alterou seu planejamento em relação ao peso-médio (84 kg). Após Robert Whittaker vencer Kelvin Gastelum, em abril, Dana White sinalizou que o ex-campeão da categoria lutaria pelo título contra Israel Adesanya, mas algo inesperado aconteceu. Como as partes não chegaram a um acordo para a realização do acerto de contas na edição de número 263, que acontece no dia 12 de junho, no Arizona (EUA), Eugene Bareman, treinador do nigeriano, se mostrou surpreso pelo fato de seu atleta enfrentar Marin Vettori.

Em entrevista ao canal do ‘Youtube’, ‘Combat TV’, o profissional indicou que Whittaker tomou a decisão errada ao recusar lutar contra Adesanya novamente. Vale destacar que o UFC ofereceu a disputa pelo cinturão do peso-médio ao neozelandês, porém ‘The Reaper’ negou sua participação na revanche por não concordar com a data do encontro, por alegar estar lesionado e para permanecer mais tempo com sua família.

Ao mesmo tempo, Whittaker informou que, quando se recuperar, vai enfrentar Adesanya pelo título do peso-médio. Após tomar conhecimento da declaração do neozelandês, Bareman discordou. De acordo com o treinador do campeão da categoria, ‘The Reaper’ não se encontra em posição de exigir algo do UFC. Contrariado, o profissional ressaltou que o ex-número um da divisão terá que refazer seu caminho no octógono para encarar o rival novamente.

“Para mim, é uma decisão muito estranha. Há certas coisas que você, simplesmente, não recusa. Há certas coisas no MMA que você tem que fazer para se manter no topo. Isso foi muito inesperado para nós. Quando se trata do título, você faz todo sacrifício necessário. Whittaker teve a oportunidade e tomou sua decisão”, opinou o treinador de Adesanya, antes de completar.

“Quando você rejeita uma oportunidade como essa, você tem que ir para o final da fila novamente. É uma pena, mas ele tem um motivo para tomar essa decisão. Ele disse não. Agora, há vários caras chegando, tem Holland, Till. Whittaker foi capaz de se separar deles, mas, infelizmente, por algum motivo pessoal, não lutou. Agora, ele vai para trás e tem que continuar lutando para merecer sua chance”, concluiu.

Israel Adesanya e Robert Whittaker possuem história no peso-médio do UFC. Inclusive, o nigeriano se tornou campeão da categoria, justamente, ao nocautear o rival no segundo round, em duelo que aconteceu na edição de número 243, em 2019, na Austrália. Como ‘The Reaper’ se recuperou ao vencer Darren Till, Jared Cannonier e Kelvin Gastelum, se aproximou da aguardada revanche com o carrasco.

Mais em UFC