Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Tony Ferguson culpa pouco treino de jiu-jitsu por derrota para ‘Do Bronx’

Tony Ferguson é um personagem controverso no MMA. Ao mesmo tempo em que o americano é temido no UFC por conta de sua agressividade e volume de golpes, ele também é conhecido por suas declarações inusitadas. Na última aparição, realizada em dezembro de 2020, em Las Vegas (EUA), ‘El Cucuy’ foi dominado por Charles ‘Do Bronx’ e se distanciou do título do peso-leve (70 kg). Após ser criticado por parte dos fãs pela atuação, o veterano se explicou.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, Ferguson abriu o jogo e admitiu que deixou a desejar contra Charles. Inclusive, ‘El Cucuy’ justificou o desempenho abaixo do esperado por ele e por parte dos amantes do esporte pelo fato de ter dado pouco destaque ao jiu-jitsu e também por conta da pandemia de COVID-19. De fato, durante a temporada 2020, o ex-campeão interino do peso-leve atuou duas vezes, perdeu o cinturão para Justin Gaethje e a sequência de 12 vitórias na divisão. Em seguida, o veterano sucumbiu diante do brasileiro e quase saiu do top-5 da categoria.

“Treinei apenas cinco horas de jiu-jitsu para lutar contra Charles. É isso. Eu estava ocupado, fazendo várias coisas, meus negócios. A semana de luta mudou. Disseram que a gente não poderia fazer nada por causa da COVID, então foi ruim. A preparação foi uma droga”, declarou Ferguson.

Apesar de Ferguson revelar que não deu a devida ênfase ao jiu-jitsu, vale lembrar que, assim como Charles, o profissional também é faixa-preta da arte suave. A qualidade do veterano no grappling até chegou a ser apontada por parte da comunidade do MMA como principal arma para destronar Khabib Nurmagomedov. Contudo, tal habilidade não impediu os avanços do atleta que mais finalizou na história da companhia. Agora, ‘El Cucuy’ encara Beneil Dariush no UFC 262, evento que acontece no dia 15 de maio, em Houston (EUA), para corrigir os erros cometidos em sua abordagem de luta e para recuperar a confiança.

Tony Ferguson, de 36 anos, é um atleta condecorado no peso-leve, mas vive a fase mais delicada de sua carreira. No passado, o ex-campeão interino da categoria venceu 12 lutas seguidas e se tornou uma ameaça para Khabib Nurmagomedov, porém o aguardado embate entre os rivais nunca aconteceu. Atualmente, ‘El Cucuy’ ocupa o quinto lugar no ranking da divisão e possui vitórias marcantes sobre Anthony Pettis, Donald Cerrone, Edson Barboza, Gleison ‘Tibau’, Josh Thomson, Kevin Lee e Rafael dos Anjos.

Mais em UFC