Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Shevchenko surpreende na estratégia, domina ‘Bate-Estaca’ e mantém cinturão

Apontada como maior zebra do card do UFC 261, Jéssica ‘Bate-Estaca’ subiu no octógono neste sábado (24) com a missão de provar que a avaliação das casas de apostas estava errada. Diante da campeã peso-mosca (57 kg) Valentina Shevchenko, a brasileira acabou dominada pela estratégia da lutadora do Quirguistão e não conseguiu conquistar o segundo título pelo Ultimate.

Esta foi a quinta defesa de título bem-sucedida de Shevchenko desde que conquistou o cinturão dos moscas. Após vencer as principais atletas da divisão, fica a dúvida sobre quem será a próxima oponente da campeã. Por sua vez, Jéssica perdeu a primeira na categoria até 57 kg após subir do peso-palha, onde foi detentora da cinta por alguns meses em 2019.

A luta

Como era esperado, Valentina levou a vantagem na luta em pé durante o primeiro round, mas, diferente do que era esperado por muitos, a campeã também se impôs no jogo agarrado, conseguindo aplicar boas quedas na brasileira, dominando as ações na primeira etapa. A paranaense teve seus melhores momentos quando pressionou Shevchenko contra a grande e acertou bons socos no estômago da oponente.

O panorama seguiu o mesmo no segundo assalto, com Shevchenko encontrando facilidade para levar a luta para o solo e dominando a batalha de força contra a brasileira, surpreendentemente. Com mais uma queda assinalada, a quirguistanesa conseguiu avançar nas posições e aplicou um crucifixo, dificultando a defesa da desafiante, que passou a sofrer com os ataques da campeã até a interrupção do árbitro central.

Em duelo de gerações, veterano leva a melhor sobre jovem promessa

Com a experiência de quem fazia sua 51ª luta na carreira, Anthony Smith soube neutralizar o ímpeto do jovem Jimmy Crute, de 25 anos, que chegou para o duelo embalado por duas vitórias consecutivas. Por interrupção médica, após aplicar um golpe que lesionou a perna do rival, o veterano lutador americano foi declarado vencedor do combate que inaugurou o card principal do UFC 261.

Apostando na maior envergadura, o veterano abusou dos jabs desde o início do confronto para manter a distância e fugir dos ataques do rival. Já nos momentos finais do primeiro round, Smith conectou um potente chute baixo no adversário que, imediatamente, perdeu o domínio e o equilíbrio sobre sua perna esquerda.

Com o final do assalto inicial, o australiano teve dificuldades para se locomover até o seu corner. Com isso, o médico responsável pelo evento foi chamado para analisar a situação e declarou Crute impossibilitado de continuar na peleja, para desespero do lutador, que demonstrou vontade de seguir lutando, mesmo sem conseguir andar normalmente.

Confira os resultados do UFC 261:

Valentina Shevchenko venceu Jéssica ‘Bate-Estaca’ por nocaute técnico;
Uriah Hall venceu Chris Weidman por nocaute técnico (lesão);
Anthony Smith venceu Jimmy Crute por nocaute técnico (interrupção médica);
Randy Brown venceu Alex ‘Cowboy’ por finalização;
Dwight Grant venceu Stefan Sekulić por decisão dividida dos juízes;
Brendan Allen venceu Karl Roberson por finalização;
Patrick Sabatini venceu Tristan Connelly por decisão unânime dos juízes;
Danaa Batgerel venceu Kevin Natividad por nocaute técnico;
Kazula Vargas venceu Zhu Rong por decisão unânime dos juízes;
Jeff Molina venceu Qileng Aori por decisão unânime dos juízes;
Ariane ‘Sorriso’ venceu Na Liang por nocaute técnico.

Mais em UFC